Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

19 Novembro de 2019 | 15h55 - Actualizado em 20 Novembro de 2019 | 09h45

ONU preocupada com indultos de Trump a militares

Genebra - A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, criticou nesta terça-feira a decisão do presidente americano Donald Trump de concender indulto a três militares acusados de crimes de guerra, algo que considerou um "sinal inquietante".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Michelle Bachelet, Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos (arquivo)

Foto: AFP

"Estamos muito preocupados com os indultos recentemente concedidos pelo presidente dos Estados Unidos a três militares americanos acusados de crimes de guerra", declarou o porta-voz da Alta Comissária, Rupert Colville.

O presidente republicano decidiu indultar o primeiro-tenente Clint Lorance, condenado por ter ordenado em 2012 um ataque a tiros contra três civis afegãos, que resultaram na morte de duas pessoas. O oficial já cumpriu seis dos 19 anos de prisão.

Trump também concedeu indulto a Matt Golsteyn, ex-membro das forças especiais do exército, acusado pelo assassinato em 2010 de um talibã suspeito de fabricar bombas.

Além disso, o presidente anulou a decisão que baixou a patente de Edward Gallagher, um soldado que integra outra unidade de elite, os "Navy Seals", acusado de matar a facadas um jovem do grupo extremista Estado Islâmico que havia sido detido e de ter executado outros civis.

Gallagher havia sido exonerado em Julho da maioria das acusações, mas foi condenado por posar numa foto com outros "Seals" ao lado do corpo do jovem jihadista. Estes indultos "são contrários à letra e ao espírito do direito internacional que exigem que os responsáveis prestem contas", disse Colville.

Assuntos Justiça  

Leia também
  • 19/11/2019 16:50:28

    Talibãs libertam reféns americano e australiano no Afeganistão

    Cabul - Os talibãs libertaram hoje, no sudeste do Afeganistão, o refém americano Kevin King e o australiano Timothy Weeks, que se encontravam sequestrados desde 2016, informaram fontes da polícia e dos insurgentes.

  • 19/11/2019 16:23:03

    ONU diz que colónias israelitas são ilegais

    Genebra - A ONU reiterou nesta terça-feira, em Genebra, que as colónias israelitas em territórios palestinianos violam o direito internacional, observando que o facto dos Estados Unidos terem decidido considerá-las legais não tem qualquer impacto.

  • 19/11/2019 15:41:40

    Suécia suspende investigação de Assange por acusação de estupro

    Estocolmo - A Suécia não vai prosseguir com a sua investigação sobre as acusações de assédio sexual contra Julian Assange, uma informação divulgada pelo WikiLeaks nesta terça-feira (19).