Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

12 Outubro de 2019 | 10h52 - Actualizado em 12 Outubro de 2019 | 10h53

Embaixada italiana expõe "Leonardo, génio gentil" no Lubango

Lubango - Uma exposição denominada "Leonardo, génio gentil", dedicada ao pintor italiano Leonardo da Vinci para assinalar os 500 anos da sua morte (1452-1519), com a história da sua vida e obra, está patente na Mediateca do Lubango, desde sexta-feira, no âmbito das relações de amizade entre Angola e Itália.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Exposição sobre Leonardo da Vinci

Foto: Amélia Oliveira

O evento, que termina no dia 08 de Novembro deste ano,  é promovido pela Embaixada da Itália em Angola, em parceria com o Museu Regional da Huíla.

Falando na inauguração da exposição, o embaixador da Itália em Angola, Cláudio Miscia, afirmou que a apresentação foi traduzida pela embaixada na língua portuguesa, especialmente para Angola, o que constitui o primeiro país e o único no momento a ter a exposição em português.

Declarou que a ideia é mostrar em 14 painéis  o que foi o “génio” de Leonardo da Vinci, cada um dos murais dedicado em um aspecto diferente da obra dele, como pintor, projectista, cientista, entre outras coisas, com destaque para as invenções do guardanapo e as canetas, assim como outras que ele nunca realizou por falta da tecnologia, como o parafuso aéreo, uma semelhança com o helicóptero.

“O génio não é só quem acerta, mas aquele que experimenta e tem coragem de errar, ninguém fala, Leonardo da Vinci cometeu milhares de erros, mas era cobiçado por vários reis da Itália e não só. O erro faz parte da genialidade, uma teoria sem erros é sem dúvidas errada, a certa deve ter erros”, realçou.   

Já a directora do Museu Regional da Huíla em exercício, Angelina Sacalumbo, frisou que Da Vinci é um ícone mundial que contribui para a ciência, técnica e principalmente para a cultura do mundo, razão pela qual a instituição acolheu a iniciativa, sendo que a cultura serve para dinamizar a sociedade, turismo e atrair investimento para a cidade.

“Esperamos que por intermédio da exposição venham investimentos para a cidade do Lubango que sirva para saber aquilo que foi a vida e obra de Leonardo da Vinci”, continuou.

Fez saber que o museu está aberto para parcerias que visam promover a cultura, o conhecimento e dinamizar o turismo e a economia do país.

Durante o evento, foi mostrado igualmente um vídeo com a denominação “Leonardo 500” de Francesco Invernizzi que mostra como as intuições do Leonardo da Vinci se traduziram em tecnologia actual na Itália.

Assuntos Cultura   Província » Huíla  

Leia também
  • 14/10/2019 15:38:13

    Artistas da Huíla exaltam Chico Montenegro

    Lubango - Artistas da Huíla exaltaram, nesta segunda-feira, a valências do compositor, percussionista e intérprete Chico Montenegro.

  • 12/10/2019 15:36:53

    Morre músico Chico Montenegro

    Luanda - O músico angolano Chico Montenegro, voz emblemática do agrupamento Jovens do Prenda, morreu na manhã deste sábado, no Hospital Militar, em Luanda, vítima de doença, confirmou à ANGOP fonte ligada ao artista.

  • 11/10/2019 20:31:09

    GPL reúne com promotores culturais

    Luanda - Um encontro de auscultação, para a busca de contribuições que permitam dinamizar o carnaval de Luanda e outras iniciativas culturais, foi realizado hoje (Sexta-feira) entre o Governo de Província de Luanda e as associações promotoras de eventos.