Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Dezembro de 2019 | 19h47 - Actualizado em 10 Dezembro de 2019 | 19h47

BP do MPLA condena tentativas de desestabilização

Luanda - O Bureau Político do MPLA condenou hoje (terça-feira) as acções que visam criar um clima de tensão social e de descrença nas mudanças políticas, sociais e económicas lideradas pelo Presidente da República, João Lourenço.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da sede do MPLA

Foto: Cedida pela fonte

Numa declaração a propósito do 63º aniversário da fundação daquele partido, que hoje se assinala, o Bureau Político do MPLA declara o seu incondicional apoio ao Executivo angolano e encoraja o Presidente da República a prosseguir com as reformas em curso no país, para o relançamento da economia nacional, rumo ao progresso e ao desenvolvimento.

A direcção do MPLA considera que a “difícil situação económico-financeira de Angola exige sacrifícios por parte de todos os seus filhos”, estando a ser feito tudo com vista a melhorar as condições de vida de todos os angolanos e não apenas de uma minoria ligada às elites dominantes.

Refere a implementação de medidas de políticas que visam inverter a actual situação económica adversa, “relançar e posicionar a economia nacional no rumo do progresso e do desenvolvimento, bem como devolver aos angolanos o legítimo sentimento de esperança em dias melhores”.

Na declaração sublinha-se a importância do 10 de Dezembro de 1956, por representar o “espírito de coragem e de abnegação pelos valores da auto-determinação dos angolanos” e considera-se que “o percurso histórico e revolucionário do MPLA é a mais pura expressão da bravura e do patriotismo do povo angolano”.

Ainda sobre a data, o documento diz que a mesma representa o espírito de coragem e abnegação pelos valores da auto-determinação dos angolanos, realçando que o percurso histórico e revolucionário do MPLA é uma expressão da “bravura e do patriotismo do povo angolano”.

A declaração sublinha ainda que desde a sua criação, o MPLA soube adaptar-se à conjuntura nacional e internacional, desempenhando o papel de vanguarda do povo angolano.

O MPLA, no documento, afirma-se hoje como a maior força política do país, “profundamente enraizado no seio das massas populares e que jamais abdicou dos ideais dos pais fundadores do nacionalismo angolano”, identificados com a liberdade, o progresso, a justiça social, o humanismo, a paz, a solidariedade, a democracia e a unidade nacional.

É neste quadro que exorta os angolanos e, em particular, os “militantes, simpatizantes e amigos do Partido” a honrarem o sacrifício dos melhores filhos de Angola, tendo apelado a fazerem da data um “amplo movimento de mobilização patriótica e de unidade nacional”.

Assuntos Angola   MPLA  

Leia também
  • 10/12/2019 16:51:34

    Angola participa no Fórum de Paz e Segurança no Egipto

    Luanda - O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, desloca-se esta quarta-feira à cidade de Assuã, República do Egipto, onde vai participar no Fórum de Paz, Segurança e Desenvolvimento Sustentável em África, a decorrer de 11 a 12 deste mês.

  • 10/12/2019 16:09:59

    Angola reafirma combate ao tráfico de seres humanos

    Luanda - O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, reafirmou nesta terça-feira, em Luanda, o compromisso de Angola com a implementação dos planos regionais e internacionais de combate ao tráfico de seres humanos, tendo em vista reduzir os efeitos desse mal.

  • 10/12/2019 01:56:21

    Síntese das principais notícias

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos: