Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Dezembro de 2019 | 19h06 - Actualizado em 11 Dezembro de 2019 | 11h15

Vice-PR agradece escolha de Angola para Cimeira ACP

Nairobi (Dos enviados especiais) - O Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, agradeceu hoje, em Nairobi (Quénia), aos participantes na reunião de cúpula dos países de África, Caraíbas e Pacífico (ACP), pela escolha de Angola para a realização da 10ª Cimeira da organização.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bornito de Sousa e Willians Ruto depois de um encontro

Foto: Alberto Juliao

Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa (Arquivo)

Foto: Pedro Parente

“Venho confirmar a disponibilidade de Angola em receber a 10ª Cimeira ACP, em 2022", disse o Vice-Presidente, informando que os detalhes sobre a data para os “procedimentos operativos serão tratados com o secretariado”.

Bornito de Sousa, que intervinha no encerramento da Cimeira de Nairobi, deu garantias dessa disponibilidade ao enumerar que Angola se encontra num período de grandes transformações nos planos político, económico, social e cultural.

Destacou a experiência do país no domínio dos processos de paz interno e regional, além de estar empenhado em reformas políticas, nas quais se inclui a realização, pela primeira vez, de eleições municipais.

“Angola está a realizar um processo de abandono da ‘mono-cultura’ do petróleo e o início da diversificação da sua economia” – indicou, para depois afirmar que o país está a desenvolver programas activos de transparência governativa e de combate à corrupção.

Falou, também, do empenho de Angola no alcance dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável e dos relacionados com as mudanças climáticas globais.

“Angola é um potencial em termos de recursos turísticos, incluindo o Projecto Kaza (Okavango-Zambeze), envolvendo Angola, Namíbia, Botswana, Zâmbia e Zimbabwe” - afirmou.

Noutra parte da sua intervenção, recordou que cerca dos 50 por cento dos 12 a 15 milhões de africanos enviados à força para as Américas, “da Argentina, a sul, aos EUA, corre sangue angolano”.

Sobre o papel do país em África, lembrou que o 23 de Março, data da derrota do exército racista da África do Sul na localidade do Cuito Cuanavale, em Angola, abriu caminho para a independência da Namíbia, a libertação de Nelson Mandela, o fim do apartheid e criou bases para o desanuviamento entre os Estados Unidos e a então União Soviética.

“É, pois, com prazer que esperamos recebê-los todos em 2022, em Angola, na bela cidade de Luanda” – finalizou o Vice-Presidente.

Na mesma cerimónia, o Presidente do Quénia, Uhuru Muigai Kenyatta, felicitou os angolanos “por aceitarem acolher a 10ª Cimeira ACP.

Encontros

Bornito de Sousa, que se  encontra desde domingo em Nairobi, reuniu-se com o Vice-Presidente do Quénia, Willians Ruto, que felicitou, igualmente, Angola por ter aceite albergar a Cimeira de 2022.

Em declarações à imprensa, depois de um encontro de cortesia com o seu homólogo angolano, disse acreditar no comprometimento dos estados para o futuro da organização.

Aproveitou para felicitar Georges Chokoti,  pela sua eleição ao cargo de secretário-geral da ACP,  reafirmando ser a pessoa certa para catapultar a organização dos estados de África, Caraíbas e Pacífico.

Com a presidência de Uhuru Muigai Kenyatta, disse ter a certeza que os dois vão trabalhar para o êxito da ACP.

Antes do encontro com Willians Ruto, o vice-Presidente Bornito de Sousa recebeu o ministro dos Negócios Estrangeiros do Gabão, Alain-Claude Bilie-By-Nze. O teor do encontro não foi revelado à imprensa.

Segunda-feira, Bornito de Sousa discursou na Cimeira e foi recebido pelo presidente queniano, a quem felicitou por ter assumido a presidência da ACP e pelo 12 de Dezembro, Dia Nacional do Quénia.

Assuntos Cimeira  

Leia também
  • 10/12/2019 11:45:18

    Angola acolhe próxima cimeira ACP

    Nairobi - A República de Angola vai acolher a 10ª Cimeira dos países ACP, em 2022 - foi anunciado hoje, em Nairobi, Quénia, na cerimónia de encerramento da 9ª reunião de cúpula dessa organização.

  • 10/12/2019 05:48:47

    Cimeira de Nairobi encerra hoje

    Nairobi - Depois de seis dias de trabalhos, com reunião de peritos, primeiro, seguindo-se a 110ª sessão do Conselho de Ministros e outra Ministerial, a 9ª Cimeira do ACP é encerrada hoje em Nairobi, Quénia.

  • 09/12/2019 19:43:42

    Angola disposta a acolher próxima Cimeira do ACP

    Nairobi (Dos enviados especiais) - Angola está disponível a acolher a 10ª Cimeira do Grupo ACP - anunciou hoje, em Nairobi, Quénia, o Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa.