Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Outubro de 2019 | 15h13 - Actualizado em 21 Outubro de 2019 | 16h23

MPLA e Partido Comunista da China reforçam relações

Luanda - As relações de amizade e cooperação entre o MPLA e o Partido Comunista da China (PCC) ficaram reforçadas esta segunda-feira durante um encontro que a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, teve com uma delegação daquela força política chinesa, chefiada por Guo Yezhou.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião (à dir.), recebe delegação do Partido Comunista da China

Foto: Foto cedida

Em declarações à imprensa, o vice-ministro do departamento internacional do Comité Central do Partido Comunista da China, Guo Yezhou, informou que o encontro serviu para fortalecer e renovar as relações entre Angola e a China, fundamentalmente no âmbito partidário.

Adiantou que as relações de amizade entre o MPLA e Partido Comunista da China (PCC) continuam excelentes. “Essa visita visou reforçar a amizade entre os dois partidos e países”.

Segundo o dirigente chinês, os dois partidos atingiram êxitos no desenvolvimento dos respectivos países, liderados por João Lourenço e Xi Jinping.

O encontro decorreu na sede do MPLA e foi testemunhado pelo embaixador da República Popular da China em Angola, Gong Tao.

A delegação chinesa encontra-se em Angola desde domingo, a convite do partido no poder em Angola.

Fundado em Julho de 1921, em Xangai, o PCC governa o gigante asiático desde 1949. É composto por mais de 87 milhões de militantes.

Assuntos Angola   MPLA  

Leia também
  • 21/10/2019 19:55:05

    Rússia prepara novos investimentos para África

    Sochi (Dos enviados especiais) - O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou que o seu país prevê assegurar para África, nos próximos cinco anos, "um volume de investimentos bastante significativo", mas exigiu a criação de condições para materializar os negócios.

  • 21/10/2019 17:10:37

    Registo civil massivo inicia em Novembro

    Luanda - O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, anunciou para Novembro próximo o início da campanha de registo civil massivo, cuja meta é cadastrar cerca de 12 milhões de angolanos.

  • 21/10/2019 15:24:41

    Rússia e África discutem estratégia em Sochi

    Sochi (Dos enviados especiais) - Líderes de pelo menos 50 países africanos são esperados a partir de hoje (21), em Sochi, para participar, de 23 a 24 deste mês, na Cimeira África-Rússia.