Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

24 Janeiro de 2020 | 16h09 - Actualizado em 24 Janeiro de 2020 | 16h20

JMPLA apresenta alternativas ao discurso crítico

Lubango - A juventude angolana deve substituir o discurso crítico, com a apresentação de soluções criativas e aposta no empreendedorismo para o combate ao desemprego e crescimento da economia do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Huíla: Anselmo Vasco - secretário-geral do governo provincial

Foto: Morais Silva

O repto foi lançado, nesta sexta-feira, no Lubango (Huíla), pelo secretário nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos, durante um encontro de reflexão sobre a participação da juventude no aumento da produção interna, promovido pela organização.


Afirmou que é urgente o envolvimento da juventude no processo de diversificação da economia, uma aposta que passa pelo aumento da produção interna e  promoção de mais postos de trabalho para aos jovens, tanto no meio rural como urbano.

Para si, a robustez económica, a formação, saber fazer, valores e políticas de atracção do investimento estrangeiro são premissas para combater o desemprego e substituir a importação de bens e serviços básicos no país, em que o jovem é o recurso mais valioso.

Realçou que a juventude não deve ter vergonha de trabalhar no campo e produzir bens de primeira necessidade, sendo que a agricultura familiar, o comércio a retalho de produtos agrícolas, a produção de carne e outros bens de consumo são fontes a ter em conta para sustentabilidade das famílias.

“É momento de parar de reclamar e olhar para as soluções, de voltar para as origens, trabalhar para industrializar o campo, dialogar, sonhar e acreditar mais para gerar resultados positivos no país. O país tem potencialidades para continuarmos a edificar a nação”, exortou.

Crispiniano Santos manifestou a disponibilidade da JMPLA em aprofundar o diálogo, por ser  instrumento para a resolução dos problemas da juventude.

Por sua vez, o secretário-geral do governo da Huíla, Anselmo Vasco, disse que a província possui jovens que têm contribuído para o desenvolvimento da região com suas ideias e projectos.

O encontro, que contou com a participação de perto de mil jovens de diversos estratos, debateu temas como “A produção interna e as políticas de fomento ao empreendedorismo juvenil”, “Competências necessárias para um jovem profissional”, “As instituições financeiras e aumento da produção interna” e “A inovação digital e a empregabilidade juvenil”.

Na Huíla desde quinta-feira, o secretário nacional da JMPLA visitou uma organização de base, presidiu uma assembleia de militantes e manteve um encontro com membros dos comités nacional e provincial, assim como reuniu com os primeiros secretários municipais  da organização.

Leia também
  • 24/01/2020 16:04:16

    Tribunais constitucionais africanos atentos à corrupção

    Luanda - Os Tribunais Constitucionais de África devem estar sob alerta aos processos de combate à corrupção em curso no continente, para justificarem a sua existência, defendeu esta sexta-feira, em Luanda, o presidente do Tribunal Constitucional do Zimbabwé, Luke Malaba.

  • 24/01/2020 15:55:06

    Parlamento aprova proposta de Lei da Requisição Civil

    Luanda - Assembleia Nacional aprovou, nesta sexta-feira, em Luanda, na generalidade, a Proposta de Lei da Requisição Civil, instrumento que possibilita ao Estado fazer recurso a bens e serviços de entes públicos e privados.

  • 24/01/2020 15:32:43

    PR recebe mensagem de homólogo tchadiano

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, recebeu, nesta sexta-feira, uma mensagem do seu homólogo tchadiano, Idriss Deby.