Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

25 Janeiro de 2020 | 13h01 - Actualizado em 25 Janeiro de 2020 | 13h00

MPLA reitera importância da formação de quadros

Huambo - A 1º secretária do MPLA na província do Huambo, Joana Lina, realçou hoje, sábado, a importância da formação política e ideológica dos quadros e militantes da organização partidária, para uma melhor interpretação dos actuais e futuros desafios.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Participantes do seminário para os membros do Comité Provincial do MPLA

Foto: Júlio Vilinga

1ª Secretária do MPLA na província, Joana Lina

Foto: Júlio Vilinga

Ao intervir na abertura do seminário de capacitação dos membros do Comité Provincial do MPLA, no poder em Angola, afirmou que o homem só capaz de assumir o seu verdadeiro papel na sociedade se tiver capacidade de interpretar os desafios em sua volta, daí o valor da elevação dos níveis de formação.

Joana Lina destacou que a formação galvaniza os quadros e responsáveis para serem firmes na defesa dos ideais do partido, começando pelas convicções e na vontade de melhor servir.

“Se os dirigentes e quadros tiverem uma maior consciência de servir e colocarem-se na linha da frente, sem hesitações e temores, terão a capacidade de entender correctamente a realidade e os desafios da actualidade”, recalcou.

Por isso, a 1ª secretária do MPLA referiu que o seminário visou abrir novos horizontes e evitar que existam dirigentes, quadros e militantes com receio de abordar assuntos supostamente delicados, sem coragem de expressar as suas opiniões e ideias, com medo de tomar uma posição clara, por colocarem os interesses individuais e a aparências acima do colectivo.

“O que nos une é a causa do partido, daí a necessidade da responsabilidade individual e colectiva, para que o MPLA continue a ser o fiel depositário dos anseios e aspirações do povo angolano e o partido em condições de lutar, tal como no passado, para o bem-estar comum”, enfatizou a também governadora da província.

Joana Linda referiu que cada um dos militantes, do topo a base, deve defender com firmeza os princípios do partido e assumir com responsabilidade e coragem as missões incumbidas, de modo a fortalecer o MPLA e a prepará-lo para os desafios do presente do futuro.

O seminário, no qual participaram 295 membros da organização político-partidária dos 11 municípios, está a abordar temáticas sobre “Princípios e valores da orientação ideológica do MPLA”, “Papel de liderança dos quadros e dirigentes do partido”, “Comunicação e estratégia de mobilização política”, “Directiva nº4/BP/2014 sobre princípios e modalidades de relacionamento entre o partido e as estruturas do estado” e “Código de ética partidária”.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 22/01/2020 21:57:39

    Caixa Social das FAA com mais de 24 mil pensionistas em 2019

    Huambo - Um total de 24 mil e 44 pensionistas, entre licenciados ao abrigo dos acordos de paz, viúvas, órfãos, anciãos e ascendentes dos oficiais das Forças Armadas Angolanas (FAA), foram cadastrados e inseridos no sistema de pagamento de pensões da Caixa de Segurança Social, em todo o país, durante o ano de 2019.

  • 18/01/2020 13:40:32

    MPLA defende envolvimento das mulheres na preservação da paz

    Huambo - A 1ª secretária do MPLA na província do Huambo, Joana Lina, defendeu hoje, sábado, um maior envolvimento das filiadas na Organização da Mulher Angolana (OMA) nos desafios da manutenção e preservação da paz e da unidade nacional, tendo em conta a consolidação da estabilidade política e económico-social do país.

  • 16/01/2020 14:56:04

    Comandante do Exército defende maior interacção com a população

    Huambo - O comandante do Exército, general Gouveia João de Sá Miranda, referiu hoje, quinta-feira, no Huambo, que a melhoria das formas de interacção com a população, através da participação em actividades sociais, continuam a merecer uma atenção especial do ramo.