Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

20 Janeiro de 2020 | 13h50 - Actualizado em 20 Janeiro de 2020 | 13h49

Reino Unido: Cimeira de Investimento já decorre

Londres (Do enviado especial) - A Cimeira de Investimento Reino Unido-África iniciou-se na manhã desta segunda-feira, na cidade de Londres, com um discurso do primeiro-ministro deste país europeu, Boris Johnson, virado para o reforço da parceria estratégica.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Participam no encontro vários líderes africanos e homens de negócio, entre os quais o ministro de Estado e da Coordenação Económica de Angola, Manuel Nunes Júnior, que encabeça a delegação angolana, em representação do Presidente João Lourenço.

Estão também o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki, dirigentes de empresas como Standard Bank, Vodafone, BP, G4S ou Associated British Foods e membros do Governo britânico, como a ministra do Comércio, Elizabeth Truss, e da Economia, Andrea Leadsom.

Vinte e um países africanos estão representados no evento, do qual participam os Presidentes da Côte d'Ivoire, República Democrática do Congo, Egipto, Ghana, Guiné, Marrocos, Nigéria, Quénia, Malawi, Mauritânia, Rwanda, Senegal, Serra Leoa e Uganda.

Dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) apenas marca presença o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, que vai intervir no painel "Oportunidades de Crescimento em África" e presidir a uma mesa-redonda sobre Moçambique.

Além de Boris Johnson, interveio no acto de abertura o Presidente do Egipto e da União Africana, Abdel Fattah al-Sisi, que falou dos desafios de África, em particular da luta contra o terrorismo.

O Governo britânico pretende, com a realização dessa Cimeira de Investimento, fazer do Reino Unido o maior investidor estrangeiro em África até 2022, entre os membros do G7, que inclui Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos da América.

Mais de 2.000 empresas britânicas operam actualmente em África, cujo investimento é estimado em 36 mil milhões de libras (42 mil milhões de euros).

Assim, como já era expectável, Boris Johnson disse aos líderes africanos, durante a abertura da Cúpula, que doravante o Reino Unido e África estarão mais próximos.

Afirmou que o seu país tem novos projectos de investimento para ajudar a relançar África.

O governante britânico valorizou os esforços dos países africanos, em particular do Rwanda e do Quénia, na luta contra a fome e a pobreza, sobretudo no domínio das startups.

Afirmou que África é o continente do futuro e sublinhou que o Reino Unido aposta na segurança nesse continente em regiões como a Somália.

Boris Johnson disse que o seu país quer continuar a ser viável no actual contexto da economia mundial, tendo assegurado aos líderes africanos que é forte economicamente e que a saída da União Europeia não vai abanar o seu progresso social.

(Segue desenvolvimento)

Assuntos Angola   Cimeira   Cooperação  

Leia também
  • 20/01/2020 13:37:10

    Investigações "destapam" negócios de Isabel dos Santos

    Luanda - O jurista angolano Albano Pedro afirmou nesta segunda-feira que a divulgação do "Luanda Leaks" vai permitir ao Estado angolano ter uma dimensão clara da extensão dos negócios da empresária angolana Isabel dos Santos à escala internacional.

  • 20/01/2020 08:59:17

    Reino Unido: Londres abre-se a África

    Londres (Do enviado especial) - A cidade de Londres estará, nesta segunda-feira, no centro dos holofotes mundiais, com a realização de um mega evento que promete relançar a parceria estratégica entre o Reino Unido e os países africanos.

  • 20/01/2020 07:43:39

    Reino Unido: Londres pronta para Cimeira

    Londres (Do enviado especial) - Cosmopolita, global e sempre de "braços abertos", a cidade de Londres está pronta para acolher, nesta segunda-feira, a Cimeira de Investimento Reino Unido - África, convocada pelo primeiro-ministro Boris Johnson.