Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

08 Fevereiro de 2020 | 23h56 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2020 | 00h01

Combate à corrupção moraliza sociedade

Lubango - O combate à corrupção, que está a ser promovido pelo Executivo, ajuda na moralização da sociedade, na gestão rigorosa do património público e na observância das leis do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Militantes do MPLA num acto político na província da huíla

Foto: Morais Silva

Essas declarações foram feitas hoje, sábado, na cidade do Lubango, província da Huíla, pelo secretário para os Assuntos Políticos e Eleitorais do MPLA, Mário Pinto de Andrade, durante um acto de massa alusivo às reformas políticas, económicas e sociais em curso no país.

Segundo o político, os efeitos da moralização da sociedade já se fazem sentir no quotidiano do angolano, com o aumento da confiança da população nas instituições públicas, principalmente nos órgãos da justiça.

Disse que a aposta do Executivo na moralização da sociedade está a se reflectir na melhoria da prestação de serviços públicos, através da inibição de práticas indecorosas, como a corrupção, em instituições públicas como hospitais, escolas, administrações e outros sectores do Estado.

Referiu que o Presidente da República, João Lourenço, elegeu o combate aos males que impedem o desenvolvimento de Angola, para relançar a economia nacional, gerar empregos e prosperidade para os angolanos.

No princípio, ressaltou, houve indivíduos cépticos quanto à implementação destas medidas, mas agora não restam dúvidas que a aposta neste segmento está a resultar.

Frisou que esta mudança de paradigma concorre também para a consolidação e fortalecimento do Estado democrático de direito, com base na constituição do país.

Por sua vez, o primeiro secretário provincial do MPLA da Huíla, Luís Nunes, reafirmou que o partido prima pela edificação e preservação de uma sociedade democrática, humanista, de paz, progresso, solidariedade e justiça social, baseada na estabilidade, harmonia e unidade nacional.

Reconheceu que o país está a viver momentos de profundas mudanças e rápidas alterações na sua estrutura económica e social, resultantes das medidas de combate à corrupção.

Essas acções, afirmou, vão dar maior dignidade e melhor qualidade de à população angolana.

O encontro foi promovido pelo Comité Provincial do MPLA da Huíla.

Assuntos MPLA   Província » Huíla  

Leia também
  • 08/02/2020 21:14:16

    Huíla e Huambo reforçam operações de combate à imigração ilegal

    Lubango - As delegações provinciais do Ministério do Interior (Minint) da Huíla e do Huambo vão reforçar as suas acções operativas conjuntas para o combate à imigração ilegal, principalmente nos municípios de Chipindo e da Caála, no âmbito da Operação Transparência.

  • 04/02/2020 23:29:54

    Portugal: Vice-presidente do MPLA solidária com luso angolana agredida

    Lisboa (Da correspondente) - A Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, condenou, nesta terça-feira, em Lisboa (Portugal) a agressão que a cidadã luso angolana, Claúdia Simões, foi vítima pela Polícia de Segurança Pública (PSP), a 19 de Janeiro.

  • 02/02/2020 09:48:08

    Governador encoraja manutenção da "memória" do 4 de Fevereiro

    Quilengues - O governador provincial da Huíla, Luís Nunes, exortou sábado, no município de Quilengues, à população a conservar a "memória" histórica do 4 de Fevereiro de 1961, tendo em vista a consolidação do Estado Democrático de Direito no país.