Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

27 Março de 2020 | 22h02 - Actualizado em 27 Março de 2020 | 22h02

INAD destrói mais de 300 engenhos explosivos no Bié

Cuito - Trezentos e 82 engenhos explosivos diversos não detonados, removidos pelo Instituto Nacional de Desminagem (INAD) do Bié, removidos desde os finais de 2019 a presente data, foram destruídos no município do Cunhinga, a 30 quilómetros a Norte do Cuito.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Destruidos Engenhos Explosivos

Foto: Pedro Parente

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira à Angop pelo director provincial do INAD do Bié, José Virgílio Chalissala, sublinhando que na lista constam 16 minas anti-tanque e pessoal, 209 abuses de distintos milímetros e oito expoletas diversos.

Constam ainda a detonação de roquetes, 23 granadas de mão, 54 munições de ZU-23, 12 munições de AGS-17, 11 VOG de 17 milímetros, 293 kilogramas de munições de pequenos calibres, recolhidos nos municípios do interior da província do Bié.

José Virgílio Chalissala assegurou que o INAD vai reforçar as acções de sensibilização junto das populações sobre o perigo das minas, apelando aos cidadãos para continuar a denunciar, de forma a se prevenir acidentes provocados pelo manuseamento de engenhos explosivos não detonados.

O INAD conta com a parceria da Brigada C da 4ª Divisão de Infantaria das Forças Armadas Angolanas (FAA), Polícia Nacional e da 4ª Brigada de Desminagem da Casa Militar da Segurança do Presidente da Republica.

Em 2019, três pessoas morreram e 23 ficaram feridas na sequência de 10 acidentes com minas e outros engenhos explosivos não detonados, neste território centro do país.

Durante o ano passado, o INAD desminou dois mil e 933 metros quadrados de forma mecânica na província do Bié, tendo em vista a livre circulaçãoo de pessoas e o alargamento das áreas de cultivo, um aumento de mil metros quadrados em relação ao ano de 2018.

Para o presente ano, entre várias actividades, o INAD vai dedicar-se no trabalho de desminagem das reservas fundiárias de Caluapanda, a 10 quilómetros a Sul da cidade do Cuito, áreas adjacentes a conduta de água e captação de água do Rio Cuquema.

Leia também
  • 26/03/2020 18:21:54

    Mais de 900 engenhos explosivos destruídos no Bengo

    Caxito - Novecentos e 76 engenhos explosivos não detonados foram removidos e destruídos esta quinta-feira, na localidade do Icau, município do Dande, pelo Instituto Nacional de Desminagem (INAD) no Bengo.

  • 21/03/2020 14:10:35

    Interior quer combate cerrado ao tráfico de diamantes

    Cuito - O ministro do Interior, Eugénio César Laborinho defendeu hoje (sábado), na cidade do Cuito, província do Bié, ser necessário intensificar o combate ao tráfico de diamante a nível desta região.

  • 21/03/2020 14:01:56

    Governante reitera apelo à manutenção da paz

    Cuito - O ministro do Interior, Eugénio César Laborinho, reiterou hoje (sábado) o apelo à manutenção da paz e da reconciliação nacional, para que a guerra pós eleitoral registada em 1992 em Angola nunca se repita.