Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

16 Setembro de 2020 | 19h15 - Actualizado em 16 Setembro de 2020 | 19h20

Ensinamentos de Neto servem de inspiração

Luena - Os ensinamentos do primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, devem ser aproveitados para servirem de inspiração no campo político, económico, social e cultural, defendeu hoje, no Luena, o segundo secretário do comité provincial do MPLA, Ismael Quintas Keshipoko.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O político, que dissertava o tema “Sentido de Liderança e heroísmo de Neto, fonte de inspiração para as gerações do presente e do futuro”, na palestra enquadrada nas comemorações do Dia do Herói Nacional, realçou que as ideias de Neto podem enriquecer a literatura e a academia angolana.

Lembrou que Neto poternciou o campo da saúde no país, trabalhando em várias unidades sanitárias antes de se tornar Presidente da República.

Por esta razão, reforçou, os ensinamentos de Agostinho Neto devem ser transmitidos as novas gerações para interpretar, perceber e seguir o seu estilo de liderança na condução do desenvolvimento do país.

Por seu turno, o psicólogo Quintas Sempieca referiu que, olhando para o acervo histórico, Neto é uma figura inspiradora para a actuação da juventude angolana.

Para o igualmente secretário para os assuntos políticos, económicos, eleitorais e sociais do MPLA, a bravura de Neto, na luta de libertação nacional, deve ser transformada pela juventude na força e empenho para que possa trabalhar na busca do desenvolvimento económico e social.

Já na província do Uíge,   o segundo secretário do MPLA, Pedro Augusto Conga, afirmou que o legado de Neto deve ser reforçado nos conteúdos dos manuais escolares, para que seja devidamente contínuado.

 Agostinho Neto governou o país desde a independência até a sua morte ( 1975/1979).

Nascido na comuna de Ícolo e Bengo, a 17 de Setembro de 1922, António Agostinho Neto faleceu em Moscovo, ex-União Soviética, a 10 de Setembro de 1979. 

Foi um médico, escritor e político angolano, principal figura do país no século XX.

Leia também
  • 15/09/2020 20:48:45

    Governo reitera transformação de residência de Agostinho Neto em museu

    Malanje - O vice-governador de Malanje para o sector Político, Económico e Social, Domingos Eduardo, reiterou hoje (terça-feira), nesta cidade, a intenção do governo transformar a residência onde viveu o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, em museu.

  • 14/09/2020 20:05:28

    Angola na 151ª reunião do Programa da ONU para o Ambiente

    Luanda - O Representante Permanente de Angola junto aos Escritórios das Nações Unidas em Nairobi, Sianga Abílio, participou esta segunda-feira (14), na capital queniana, da 151ª Reunião do Comité de Representantes Permanentes junto ao Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP).

  • 14/09/2020 17:49:48

    Angola e RDC avaliam segurança fronteiriça

    Luanda - A problemática do contrabando de mercadorias, registado ao longo da fronteira comum entre Angola e a República Democrática do Congo (RDC), dominou, esta segunda-feira, em Luanda, os trabalhos da Reunião da Comissão Bilateral de Defesa e Segurança.