Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

20 Junho de 2019 | 18h39 - Actualizado em 22 Junho de 2019 | 19h43

Huambo: Responsável defende duplicação de orçamento do Hospital Central

Huambo - O Hospital Central do Huambo precisa ajustar o seu orçamento mensal, de 170 milhões para 350 milhões de Kwanzas, para fazer face aos desafios da melhoria da assistência médica e medicamentosa aos três mil pacientes atendidos diariamente, em média, nas consultas de urgência e externas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi dado a conhecer hoje, quinta-feira, à ANGOP, pelo director da unidade hospitalar, Hamilton dos Prazeres Tavares, que considerou de insuficientes os actuais 170 milhões de kwanzas que a instituição recebe mensalmente, uma vez que esta para suprir todas as despesas necessita de um orçamento mensal de AKZ 350 milhões. 

Deste modo, argumentou que só para a compra de medicamentos, par de outras despesas com materiais gastáveis, a unidade necessita de 90 milhões de kwanzas.

Hamilton dos Prazeres Tavares informou que, mensalmente, o hospital precisa ainda de 50 milhões de Kwanzas para as despesas fixas, relacionadas com os serviços terciarizados, como a segurança, a limpeza interna e externa, incluindo a jardinagem, alimentação e para contratação de especialistas que a unidade não possui.

Não obstante estas despesas, o responsável solicitou, para o efeito, uma dotação financeira na ordem de AKz 26 milhões, para a manutenção e garantia do funcionamento dos laboratórios, além da compra de reagentes químicos e de radiologia, entre películas analógicas e digitais, bem como AKZ 12 milhões para a aquisição de oxigénio medicinal.

O hospital central precisa igualmente de valores para aquisição de roupas hospitalares, manutenção de outros equipamentos médicos e de viaturas, assim como custear a formação permanente dos quadros e permitir a execução de outros projectos que se ajustem à dinâmica da evolução da medicina e da sociedade, em geral.

Segundo o responsável, a instituição, com uma categoria regional, necessita ainda de 80 médicos especialistas, para diminuir a sobrecarga aos actuais 50 profissionais, com realce para 15 médicos em cirurgia, cinco em neurocirurgia, igual número em neurologia, além de outros formados em cardiologia e anestesia.

Quanto ao grau epidemiológico, Hamilton dos Prazeres Tavares considerou estável, porém destacou os casos de hipertensão, diabetes, insuficiência renal, doenças infecciosas, malária, as doenças respiratórias, diarreicas agudas, malnutrição em crianças, como sendo as doenças mais frequentes.

Com capacidade para internar 800 doentes, a unidade presta serviços nas especialidades de medicina geral, cirurgia geral, ortopedia, pediatria, endoscopia, ginecologia, obstetrícia, dermatologia, hemodiálise, psiquiatria, citologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, estomatologia, imagiologia (raio x, ecografia, TAC e ressonância magnética), de mamógrafo, esterilização, neurologia, cardiologia, hemoterapia, laboratório de análises clínicas e cuidados intensivos.

Asseguram o funcionamento da instituição hospitalar mil e 100 trabalhadores, entre médicos, técnicos de diagnóstico e terapêutico, enfermeiros e administrativos, dos quais 100 contratados.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 21/06/2019 18:55:28

    Pediatria do Hospital Central regista aumento de casos de anemia falciforme

    Huambo - Quinhentos e seis casos de Anemia Falciforme foram registados, de Janeiro até apresente data, na Pediatria do Hospital Central do Huambo, mais 200 em comparação com o igual período anterior, informou hoje, sexta-feira, o responsável desta área, Jóia dos Santos Manuel.

  • 20/06/2019 13:03:29

    Efectuadas 16 cirurgias de hidrocefalia em dois meses no Hospital Central

    Huambo - Dezasseis operações cirúrgicas a crianças com hidrocefalia foram efectuadas no Hospital Central do Huambo, de Abril a Maio findo, dois anos após a paralisação destes serviços, por razões de falta de equipamentos e salas de cirurgias.

  • 16/06/2019 13:16:22

    Cruz Vermelha cria brigadas de doação de sangue no Huambo

    Huambo - No quadro da revitalização das suas acções humanitárias, a Cruz Vermelha de Angola está a criar brigadas de doação de sangue aos hospitais do Huambo, uma acção iniciada em Novembro de 2018 e que já conta com 492 doadores voluntários.