Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

11 Julho de 2019 | 17h21 - Actualizado em 12 Julho de 2019 | 16h08

Campanha "Nascer Livre para Brilhar" já tem plano operacional

Ondjiva - O plano operacional da campanha "Nascer Livre para Brilhar", que visa eliminar a transmissão do VIH/Sida da mãe para o filho, foi apresentado nesta quinta-feira, em Ondjiva, província do Cunene, pela coordenadora local, Amélia Tyova.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: Coordenadora da Campanha "Nascer Livre Para Brilhar", Amélia Tyova

Foto: JOSÉ CACHIVA

O plano está subdividido em quatro eixos fundamentais: prevenção primária contra a doença, programa de corte de transmissão vertical, tratamento pediátrico e assistência continuada.

A província do Cunene apresenta a maior taxa de prevalência do VIH/Sida no país fixada em 6.1 por cento.

Segundo a coordenadora  do Cunene, devido a esse quadro, o êxito do plano operacional dependerá do envolvimento de toda a sociedade,  desde os cidadãos até aos técnicos de saúde.

Amélia Tyova aconselhou às mulheres grávidas para fazerem o teste do VIH/Sida, para saberem qual é o seu estado serológico.

Dados dos serviços de Saúde no Cunene indicam que de Janeiro a Maio deste ano 108 bebés de mães seropositivas nasceram livres do VIH/Sida, na Maternidade do Hospital Geral de Ondjiva, menos 36 casos em relação a igual período de 2018.

A campanha nacional “Nascer Livre para Brilhar" foi lançada em Dezembro de 2018, pela primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço. Tem como meta a redução da taxa de transmissão do VIH de mãe para filho de 26 (em 2019), para 14 por cento até 2021.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 12/07/2019 16:30:53

    Registado aumento de mortes por negligência no Cunene

    Ondjiva - Quarenta e três pessoas morreram, nos últimos de 30 dias, devido a negligência familiar, revelou hoje, sexta-feira, o director-geral do Hospital de Ondjiva, Fernando Somongula.

  • 05/07/2019 12:15:07

    Unicef doa suplemento terapêutico para malnutrição

    Ondjiva - Quatro mil caixas de papas utilizadas como suplemento alimentar no tratamento da malnutrição em crianças menores de cinco anos foram entregues quinta-feira ao Governo Provincial do Cunene pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef).

  • 04/07/2019 12:31:15

    Cunene necessita de centro materno infantil

    Ondjiva - A província do Cunene necessita de um centro materno infantil para melhor acomodação e seguimento terapêutico a mulher grávida disse quarta-feira, o director clínico do hospital geral de Ondjiva, Tchimali Florim.