Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

21 Agosto de 2019 | 16h24 - Actualizado em 21 Agosto de 2019 | 16h24

MINSA anuncia colocação de profissionais em Setembro

Luanda - O Ministério da Saúde (MINSA) anunciou, nesta quarta-feira, em Luanda, o enquadramento, a partir do dia 1 de Setembro, dos especialistas aprovados no concurso público de 2018, nas unidades sanitárias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Chefe Departamento dos Recursos Humanos do MINSA, Baptista João Monteiro

Foto: Lucas Neto

Para o efeito, o MINSA procede nesta altura a entrega das guias de colocação, indicando terem sido enviadas as das províncias do Bengo, Malanje, Namibe, e das principais unidades sanitárias de referência nacional de Luanda.

Em declarações à ANGOP, o director Nacional dos Recursos Humanos do MINSA, João Baptista, informou que três mil e vinte quatro profissionais, dos  9.120 aprovados no concurso público de 2018, estão já em condições de começar a prestar serviço nos hospitais.

João Baptista Monteiro esclareceu que o atraso no enquadramento se deve ao processo de verificação da documentação no Tribunal de Contas.

Apontou para um prazo de um mês para a resolução definitiva da situação dos demais 6.104, para se fechar a conta do concurso de 2018.

Em relação ao anúncio do concurso público de 2019, o responsável afirmou existir nenhuma incoerência, tendo em conta que não coloca em causa o enquadramento dos aprovados em 2018.

O MINSA anunciou, em Junho, a realização de um novo concurso público para o ingresso de 19 mil profissionais.

O Sistema Nacional de Saúde (SNS) e a Rede Sanitária compreendem duas mil 644 unidades sanitárias, nomeadamente 15 hospitais nacionais, 25 hospitais provinciais, 45 hospitais gerais, 170 hospitais municipais, 442 centros de saúde, 67 centros materno-infantis, mil 880 postos de saúde e 37 outras infra-estruturas.

Conta com uma força de trabalho de 69 mil 816 trabalhadores, três mil e 500 médicos angolanos, 35 mil 458 profissionais de enfermagem e oito mil e 78 técnicos de diagnóstico e terapêutica,  bem como 11 mil 329 trabalhadores de apoio hospitalar e 11 mil 576 trabalhadores administrativos.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 20/08/2019 14:57:12

    Sindicato quer enquadramento dos médicos

    Luanda - O Sindicato Nacional dos Médicos De Angola (SINMEA) considerou urgente, nesta terça-feira, o enquadramento dos candidatos admitidos no concurso público do Ministério da Saúde (MINSA) de 2018.

  • 19/08/2019 17:29:38

    Médico advoga combate às doenças tropicais negligenciadas

    Luanda - O director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) de Portugal, Filomeno Fortes, apontou, nesta segunda-feira, em Luanda, a promoção de investigações para combater as doenças tropicais negligenciadas como uma das prioridades da instituição.

  • 16/08/2019 12:59:06

    BPC promove campanha de doação de sangue

    Luanda - O Banco e Poupança e Crédito (BPC) perspectiva a colecta de 100 bolsas de sangue a nível nacional, durante a campanha de doação a ter lugar de 16 a 19 deste mês, em todo país.