Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

18 Fevereiro de 2020 | 20h42 - Actualizado em 18 Fevereiro de 2020 | 20h42

Governo apresenta plano contra Covid-19 a diplomatas estrangeiros

Luanda - O Governo Angolano apresentou, nesta terça-feira, em Luanda, o Plano Nacional de Contingência para o Controlo da Epidemia do Covid-19 (Coronavírus) ao corpo diplomático acreditado no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do Coronavírus

Foto: Divulgação

O plano visa garantir uma resposta adequada e eficiente, em cumprimento do regulamento sanitário internacional.

Durante o encontro, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou que o plano constitui um instrumento de gestão para assegurar as condições de prevenção, no caso de um surto epidémico, incluindo normas concretas e orientadas para organizar, agilizar e uniformizar as acções para a preparação e resposta de qualquer emergência.

“Estamos a desenvolver acções que garantam a aplicação do regulamento sanitário internacional para redobrar a vigilância epidémica nos aeroportos e portos e nos meios de transporte oriundos de regiões e países com ocorrência de casos da doença”, afirmou.

Sílvia Lucutuca referiu que Angola tudo está a fazer para garantir as condições para uma resposta célere e eficaz a eventuais casos do Covid-19 no país, contando sempre com o apoio da comunidade internacional e dos parceiros com quem trabalha mais directamente no domínio da saúde. 

Informou o corpo diplomático sobre as medidas desenvolvidas pelo Executivo para fazer face a um eventual surto de Covid-19 no país, tendo apelado os cidadãos a respeitarem as deliberações e os conselhos do Executivo.

Sílvia Lutucuta disse ainda que todas as medidas sanitárias resultam da necessidade de diminuição do risco de infecção e se enquadram nas normas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde.

“Apelo a todos a respeitarem as acções do Executivo Angolano nesta matéria, pois visam tão-somente salvaguardar o bem-estar de todos os cidadãos nacionais e estrangeiros residentes no território nacional”, reafirmou.

Já o representante das Nações Unidas em Angola, Paollo Balladelli, mostrou-se satisfeito com as medidas implementadas pelo Executivo, apelando, no entanto, a necessidade de se evitar a estigmatização.

Por seu turno, o embaixador da China, Gong Tao, disse estar a trabalhar directamente com as autoridades angolanas na busca de mecanismos para contribuir na implementação dos planos de prevenção e controlo da epidemia em Angola.

Durante o encontro, os embaixadores foram informados dos dados actuais da doença em todo o mundo, bem como da situação epidemiológica de Angola.

Até ao momento foram identificados em Angola dois casos suspeitos de Covid-19, para os quais os resultados laboratoriais foram negativos ao novo coronavírus (SARS Cov 2).

O Executivo Angolano está a levar a cabo um conjunto de acções preventivas, entre as quais a quarentena obrigatória de, no mínimo, 14 dias a todos os cidadãos que em qualquer momento, no decurso desta epidemia, tenham estado na China ou em contacto com doentes afectados por Covid-19.

Existem neste momento, centros de quarentena obrigatória localizados na zona da Barra do Kwanza, assim como no Calumbo, província de Luanda.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 18/02/2020 12:23:23

    ORDENFA lança manual de enfermagem

    Luanda -Três manuais de enfermagem denominado "Sistematização da Assistência de Enfermagem" (SAE) foram lançados esta terça-feira, em Luanda, pela Ordem dos Enfermeiros(ORDENFA), com objectivo de ajudar a gerir a assistência nas unidades hospitalares.

  • 17/02/2020 16:08:22

    Inspecção da Saúde apreende mercadoria

    Luanda - Um lote de mercadoria composta por luvas, máscaras, tocas e desinfectantes, com destino à República da China, foi apreendido, recentemente, em Luanda, pela Inspecção da Saúde.

  • 13/02/2020 22:03:57

    Comissão analisa situação dos estudantes na China

    Luanda - A Comissão Multissectorial do Governo Angolano e uma comissão representativa dos pais e encarregados de educação analisaram, nesta quinta-feira, em Luanda, a situação dos estudantes angolanos residentes na China.