Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

28 Maio de 2020 | 21h37 - Actualizado em 29 Maio de 2020 | 11h12

Covid-19: Cerca sanitária no Futungo termina sexta-feira

Luanda - A cerca sanitária no bairro Futungo, município de Talatona (Luanda), imposta pelas autoridades angolanas para impedir a progressão da covid-19 vai ser levantada esta sexta-feira (29), anunciou hoje o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Franco Mufinda, Secretário de Estado para a Saúde Pública

Foto: Gaspar dos Santos

Os moradores do Futungo, privados da circulação durante 23 dias, depois de diagnosticados casos de transmissão local propagados pelo “caso 26”, respira, finalmente, de alívio com o regresso à normalidade sanitária.

O levantamento do aperto sanitário anunciado hoje pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, durante a actualização dos dados da pandemia nas últimas 24 horas em Angola, vai ocorrer na tarde desta sexta-feira.

Calcula-se que o caso 26, incumpridor da quarentena domiciliar após regressar de Portugal a 18 de Março, terá infectado mais de 26 pessoas no Futungo, além de o ter feito no bairro Cassenda (Maianga), que também viveu o cordão sanitário durante meio mês.

Além do Futungo, estão igualmente confinadas 474 famílias, num total de três mil e 24 pessoas, no bairro Hoji-ya-Henda, município do Cazenga, também em Luanda, depois de um cidadão da Guiné-Conakry, residente na zona, ter contraído a doença.

Últimas 24 horas

De acordo com Franco Mufinda, nas últimas 24 horas, foram confirmados quatro novos casos da covid-19, perfazendo um total de 77 cidadãos já infectados em Angola, com quatro óbitos e 18 recuperados.

Dos 55 casos activos, reiterou, um requer atenção especial, padecente de outras doenças crónicas, sendo que os restantes estão clinicamente estáveis, nas unidades sanitárias de referência.

CISP

Relativamente ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), disse ter recebido 51 chamadas, das quais uma denúncia de contacto directo, enquanto 50 telefonemas tiveram a ver com pedidos de informação sobre a covid-19.

INIS

O responsável informou que o Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS) processou mais de 10 mil amostras, sendo 77 positivas (49 de transmissão local) e oito mil e 195 negativas. As restantes estão em processamento.

Nas últimas 24 horas, 35 pessoas receberam alta em Luanda, 13 em Cabinda, duas na Huila e uma no Huambo.

O secretário de Estado para a Saúde Pública revelou que estão em investigação 453 casos suspeitos, 1.132 contactos sob vigilância, ao passo que 1.070 pessoas se encontram em quarentena institucional.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 29/05/2020 05:02:00

    O fumo da morte

    Luanda - Em dias de incertezas, face à Covid-19, todos os cuidados são poucos para salvaguardar a saúde. Todavia, há quem insista em vícios que podem degradar o corpo.

  • 28/05/2020 23:46:24

    Covid-19: Síntese Nacional

    Luanda- Angola registou, até às 19h00 desta quinta-feira, mais quatro casos de contaminação local, aumentando para 77 o número de infectados com a covid-19 no país.

  • 28/05/2020 19:18:17

    Covid-19: Angola regista mais 4 casos positivos

    Luanda - Angola registou, esta quinta-feira, mais quatro casos positivos de covid-19, elevando para 77 o número de pessoas infectadas pelo vírus, anunciaram as autoridades sanitárias nacionais.