Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

13 Julho de 2020 | 22h07 - Actualizado em 13 Julho de 2020 | 22h07

Covid-19: Teste rápido detecta 58 suspeitos

Luanda - Cinquenta e oito profissionais da comunicação social, dos mil e 500 testados esta segunda-feira, em Luanda, no âmbito da testagem rápida em massa, expressaram a probabilidade de terem entrado em contacto com o novo coronavírus (casos reactivos), afirmou, nesta segunda-feira, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de Estado para Saúde Pública , Franco Mufinda

Foto: Domingos Cardoso

Ao falar no habitual ponto de situação epidemiológica do país, referiu que dos casos reactivos, 47 manifestaram que estiveram infectados pela Covid-19, mas o sistema imunológico resistiu e já eliminou o vírus do organismo (IGG), enquanto 11 pessoas ainda demonstraram que estão com a doença activa (IGM).       

Apesar de ambos os casos (IGG e IGM) carecerem ainda de confirmação do teste de biologia molecular RT-PCR, as pessoas com a doença activa foram levadas para os centros de quarentena onde irão aguardar pelos resultados definitivos.

Além dos profissionais testados, a campanha de testagem rápida aleatória dirigida às pessoas expostas, iniciada na última segunda-feira, na província do Cuanza Norte, já abrangeu um total de 10 mil e 186 cidadãos, dos quais sete mil e 500 foram testados em Luanda.    

Os mercados Catinton (Maianga), KM 30 (Viana), Kikolo (Cacuaco) e ASA Branca (Cazenga), o bairro Mártires do Kifangondo e pontos de entrada e saída da capital do país (Maria Teresa e Longa) foram os pontos focais de testagem em Luanda, enquanto no província do  Cuanza Norte, a campanha está concentrada no município do Cazengo.

Das 10 mil e 186 pessoas testadas, nessas províncias, apenas 57 amostras, que representam 0.8 por cento, têm a expressão da fase activa ou transitória de exposição à Covid-19, pelo que estão a ser reconfirmados com teste de biologia molecular.

A campanha, que visa avaliar o grau de imunidade das pessoas e rastrear potenciais casos positivos de covid-19 nas comunidades, prossegue nesta terça-feira, em Luanda, com a testagem dos deputados à Assembleia Nacional e funcionários do Palácio da Justiça.

De acordo com Franco Mufinda, ainda nesta segunda-feira, o Instituto Nacional Investigação de Saúde (INIS) ganhou mais um laboratório de biologia molecular RT-PCR, para aumentar a capacidade de testagem no país, numa acção solidária da petrolífera Total.

Com o diagnóstico de 19 novos casos positivos, nas últimas 24 horas, o país conta com um total de 525 infectados, 118 recuperados, 381 activos e 26 óbitos.

Desse total, 459 casos são de transmissão local.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 12/07/2020 23:46:01

    Covid-19: Síntese Nacional

    Luanda - Um óbito e 23 novos casos foram registados, até às 19 horas deste domingo, pelas autoridades sanitárias nacionais.

  • 11/07/2020 23:46:59

    Covid-19: Síntese Nacional

    Luanda - Angola registou, até às 19 horas deste sábado, duas mortes e 21 novas infecções.

  • 11/07/2020 21:28:56

    Covid-19 provoca morte de 12 pessoas no 1º terço de Julho

    Luanda - Doze pessoas morreram de Covid-19 em Angola, quando o mês de Julho conta apenas 11 dias (primeiro terço), passando a cifra de todo mês de Junho, em que faleceram nove cidadãos.