Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

01 Agosto de 2020 | 19h31 - Actualizado em 01 Agosto de 2020 | 19h31

Aumentam mortes por malária em Caconda

Caconda - Cento e 55 pessoas morreram vítimas de malária, no município de Caconda, província da Huíla, durante o primeiro semestre do ano em curso, num universo de 20 mil e 932 casos diagnosticados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Trata-se de um aumento de 132 mortes, comparativamente a igual período do ano de 2019.

Segundo o supervisor municipal de luta contra a malária, José Clementino João, o aumento deve-se ao facto das vítimas recorrer tardiamente às unidades sanitárias.

Em declarações à Angop, José Clementino João referiu que a primeira opção dos doentes tem sido o tratamento tradicional e só quando a situação se agrava é recorrem às unidades sanitárias.

Para fazer face à situação, disse que têm sido feitas campanhas de sensibilização para dissuadir os cidadãos de essa prática, no entanto, sublinhou, as referidas campanhas registam uma paralisação, condicionadas pela progressão da Covid-19”.  

José João alertou que a rede sanitária se encontra sob “rotura total”, sem testes rápidos para a malária e com falta de anti-palúdicos.

O município de Caconda dista a 236 quilómetros da sede capital da província da Huíla e tem uma população de 201 mil e 414 habitantes.

Assuntos Província » Huíla   Saúde  

Leia também
  • 01/08/2020 16:55:10

    Covid-19: Governo assegura condições para doentes

    Sumbe - O Centro de Tratamento da Covid-19 na Quipela, município do Sumbe, tem todas condições criadas para o tratamento e internamento de pacientes assegurou hoje, sábado, o governador do Cuanza Sul, Job Capapinha.

  • 31/07/2020 20:16:01

    Covid-19: Passageiros vindos de Portugal recebem alta

    Luanda - Duzentos e 78 passageiros, dos 279 provenientes de Lisboa, capital de Portugal, receberam (hoje) alta dos centros de quarentena institucional obrigatórios, depois de cumprirem os 15 dias estabelecidos para se aferir os seus estados epidemiológicos face à covid-19.

  • 30/07/2020 18:17:32

    Covid-19: Técnicos de saúde da Huíla aprimoram conhecimentos

    Lubango - Cento e 48 técnicos de enfermagem de primeiros socorros e activistas comunitários, associados ao Conselho Nacional de Defesa do Idoso na Huíla participam de hoje, quinta-feira a 01 de Agosto, no Lubango, num seminário de capacitação sobre técnicas de manuseio a casos suspeitos e confirmados de Covid-19 em idosos.