Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

04 Agosto de 2020 | 21h04 - Actualizado em 04 Agosto de 2020 | 22h12

Covid-19: Petrolíferas doam material de biossegurança em Cabinda

Cabinda - A multinacional petrolífera Cabinda Gulf Oïl Company (CABGOC) e a Agência Nacional de Petróleos e Gás (AGNGP) doaram, nesta terça-feira, equipamentos de biossegurança, no quadro da estratégia de prevenção e combate à Covid-19.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O apoio consiste em ventiladores para o reforço da gestão de combate à Covid-19, bem como material informático, mobiliário e electrodomésticos.

O director-geral da Cabgoc, Dereck Magness, referiu que a multinacional, que opera ramas na costa de Cabinda, vai continuar a prestar o seu apoio para a melhoria da qualidade de vida e do desenvolvimento das populações locais.

Por seu turno, o governador Marcos Nhunga agradeceu o gesto das duas empresas pelo apoio pontual, tendo em conta a situação que se assiste no mundo e no país, em particular.

A província de Cabinda conta com sete casos positivos, dos quais quatro importados e três locais.

Segundo o porta-voz da comissão provincial de contingência da Covid-19, Ruben de Fátima Buco, dos quatro importados três são de angolanos provenientes do Congo Brazzaville e um envolvendo um cidadão que violou a cerca sanitária de Luanda.

Os bairros Cabassango, Amílcar Cabral, Comandante Gika, Resistência e parte da zona de Simulambuco, adstritos ao município de Cabinda , são os afectados.

Os pacientes estão internados numa unidade de emergência para tratamento destes casos criado numa parte da maternidade do Hospital Provincial de Cabinda.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também