Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

15 Junho de 2016 | 17h13 - Actualizado em 15 Junho de 2016 | 17h19

Angola: Fundação Agostinho Neto anuncia júri do Prémio Internacional de Investigação

Luanda - A Fundação Dr. António Agostinho Neto divulgou hoje, quarta-feira, em Luanda, a constituição do corpo de júri do Prémio Internacional de Investigação Histórica Agostinho Neto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Fundação Dr. António Agostinho Neto anuncia júri

Foto: Angop/Arquivo

De acordo com um documento da aludida fundação, a que à Angop teve acesso hoje, quarta-feira, o júri está constituído por Alberto Oliveira Pinto, presidente do júri, Ana Paula Tavares, investigadora, José Vicente, vogal, Uelinton Faria Alves, secretário, Jean-Michel Mabeko-Tali, investigador, Vanicléa  Silva Santos, vogal, e Irene Alexandra da Silva, supervisora pela Fundação António Agostinho Neto.

Segundo o comunicado, o Prémio Internacional de Investigação Histórica Agostinho Neto, bianual, foi instituído em 2014, pela aludida fundação em parceria com o Instituto Afro-brasileiro de Ensino Superior, para promover e divulgar a história de Agostinho Neto em Angola, África, Brasil, diáspora e afro descendentes.

O valor do prémio é o equivalente a cinquenta mil dólares norte americanos.

Acrescenta o documento, que num périplo similar, desde 1964, a pedido dos Estados africanos recentemente independentes, a Unesco encarregou-se da escrita e publicação da história geral da África, cujos oito volumes permitiram descolonizar a historia do continente, reafirma a identidade cultural e a criatividade africana e demonstrar a preciosa contribuição da África ao progresso geral da humanidade.  

Assuntos Prémio   Sociedade  

Leia também
  • 20/03/2018 17:32:51

    Rio Cambongo transborda e deixa casas nos combatentes alagadas

    Sumbe - Moradores do Bairro dos Antigos Combatentes, na periferia da cidade do Sumbe (Cuanza Sul), têm hoje (terça-feira) as suas casas alagadas, devido ao transbordo do rio Cambongo, afectando pelo menos duas mil e cinco mil pressoas.

  • 20/03/2018 15:24:25

    Destacado contributo da sociedade civil na socialização dos reclusos

    Ndalatando - O contributo da sociedade civil na moralização e socialização para a reintegração dos reclusos do Estabelecimento Prisional do Cuanza Norte foi destacado, hoje, terça-feira, em Ndalatando, pelo director da mesma instituição, superintende prisional chefe, José Manuel Teixeira, durante o acto das comemorações do 39º aniversário do órgão.

  • 20/03/2018 14:56:13

    Falta de água canalizada aumenta riscos de afogamentos em cacimbas

    Ndalatando - Os riscos de afogamentos, principalmente de crianças, em cacimbas onde a população retira a água para o consumo está a aumentar, em alguns bairros da cidade de Ndalatando, devido à falta de água canalizada nessas zonas, fez saber hoje (terça-feira) o porta-voz do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, André da Costa.

  • 19/03/2018 17:51:20

    Mucaba regista redução de casos de violências doméstica

    Uíge - Dois casos de violências domésticos foram registados de Janeiro a Fevereiro deste ano, no município de Mucaba, 61 quilómetros a norte da cidade do Uíge, contra oito de igual período anterior, informou hoje (segunda-feira) à Angop, a responsável local do sector da família, Luísa Victor.