Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

15 Junho de 2016 | 17h13 - Actualizado em 15 Junho de 2016 | 17h19

Angola: Fundação Agostinho Neto anuncia júri do Prémio Internacional de Investigação

Luanda - A Fundação Dr. António Agostinho Neto divulgou hoje, quarta-feira, em Luanda, a constituição do corpo de júri do Prémio Internacional de Investigação Histórica Agostinho Neto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Fundação Dr. António Agostinho Neto anuncia júri

Foto: Angop/Arquivo

De acordo com um documento da aludida fundação, a que à Angop teve acesso hoje, quarta-feira, o júri está constituído por Alberto Oliveira Pinto, presidente do júri, Ana Paula Tavares, investigadora, José Vicente, vogal, Uelinton Faria Alves, secretário, Jean-Michel Mabeko-Tali, investigador, Vanicléa  Silva Santos, vogal, e Irene Alexandra da Silva, supervisora pela Fundação António Agostinho Neto.

Segundo o comunicado, o Prémio Internacional de Investigação Histórica Agostinho Neto, bianual, foi instituído em 2014, pela aludida fundação em parceria com o Instituto Afro-brasileiro de Ensino Superior, para promover e divulgar a história de Agostinho Neto em Angola, África, Brasil, diáspora e afro descendentes.

O valor do prémio é o equivalente a cinquenta mil dólares norte americanos.

Acrescenta o documento, que num périplo similar, desde 1964, a pedido dos Estados africanos recentemente independentes, a Unesco encarregou-se da escrita e publicação da história geral da África, cujos oito volumes permitiram descolonizar a historia do continente, reafirma a identidade cultural e a criatividade africana e demonstrar a preciosa contribuição da África ao progresso geral da humanidade.  

Assuntos Prémio   Sociedade  

Leia também
  • 24/03/2018 00:28:17

    Dez mil habitantes do sector do Gove consomem água potável

    Caála - Dez mil habitantes do sector do Gove, município da Caála, província do Huambo, têm acesso a água potável através do sistema de tratamento construído no ano transacto pelo Fundação Eduardo dos Santos (FESA).

  • 23/03/2018 18:47:49

    Conferência da sociedade civil defende unidade dos sindicatos

    Uíge - Os participantes à IX Conferência Provincial da Sociedade Civil recomendaram hoje, sexta-feira, no termo dos trabalhos, a necessidade da unidade entre os Sindicatos afectos a UNTA-Confederação de Sindical, para a defesa comum dos interesses relevantes dos trabalhadores.

  • 23/03/2018 18:27:44

    Governo prioriza acções para combater a pobreza no quinquénio 2018/2022

    Luena - A construção e reabilitação de infra-estruturas sociais, económicas e culturais foram as acções apontadas pelos membros do Governo provincial do Moxico, reunidos hoje, sexta-feira, na sua primeira sessão extraordinária, a serem priorizadas no quinquénio 2018/2022, para o combate a pobreza e as assimetrias regionais.

  • 23/03/2018 16:02:10

    Mulheres ganham cultura de denúncias de violência doméstica, diz responsável

    Malanje - As mulheres de vários estratos sociais em Malanje estão a ganhar, nos últimos tempos, a cultura de denúncia de casos de violência doméstica e outros males de que são alvo, contribuindo assim no combate a esses fenómenos que desestruturam as famílias, indicou hoje (sexta-feira), nesta cidade, a directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Guilhermina Neto.