Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Dezembro de 2019 | 20h43 - Actualizado em 06 Dezembro de 2019 | 16h23

Ministro quer Angop na vanguarda da informação

Luanda - O ministro da Comunicação Social, Nuno Albino "Carnaval", encorajou, nesta quinta-feira, a direcção da Agência Angola Press (ANGOP) a trabalhar para recuperar o seu papel de principal fonte de distribuição de conteúdos noticiosos do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ministro da Comunicação Social, Nuno Albino ´Carnaval`visita Angop

Foto: Henri Celso

Ministro da comunicação social, Nuno Albino "Carnaval" (à esquerda) durante visita à Angop

Foto: Henri Celso

O governante fez esse pronunciamento quando efectuava uma visita à sede da Angop, onde constatou as condições de trabalho dos profissionais e o grau de funcionamento da agência, criada a 30 de Julho de 1975.

Reconheceu que, pela sua dimensão e importância a nível do sector da Comunicação Social, a ANGOP deve merecer mais atenção das autoridades nacionais.

Para si, há necessidade de devolver à agência o papel que sempre desempenhou, tendo em conta a magnitude e dimensão que encerra as suas acções e competências.

Sobre o funcionamento dos órgãos de Comunicação Social públicos, o ministro apontou para a necessidade da regeneração da grelha de conteúdos e linha editorial, com vista a produzir-se melhor informação e promover abordagens mais pedagógicas.

Quanto à formação de quadros, Nuno Albino "Carnaval" adiantou que a prioridade será baseada nas preocupações apresentadas pelos respectivos órgãos.

"A nível do Ministério da Comunicação Social, temos as prioridades para aquilo que são os nossos objectivos. Por exemplo, brevemente, teremos uma Agência da Comunicação Digital e Mídias. Portanto, precisaremos preparar quadros para dar resposta a esta estrutura", ressaltou.

Na sua visita, o ministro esteve acompanhado pelo secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, os presidentes dos conselhos de administração da Televisão Pública de Angola (TPA), da Rádio Nacional de Angola (RNA) e das Edições Novembro, entre outras individualidades.

Assuntos Angop  

Leia também
  • 29/11/2019 12:06:49

    Idosos largados à própria sorte

    Luanda - A vida das pessoas da terceira idade, em Angola, continua a ser marcada por vicissitudes. Falar em dignidade, na velhice, é hoje uma situação cada vez mais rara.

  • 17/11/2019 09:32:42

    Estradas sangrentas, vítimas lembram peripécias

    Luanda - Há 14 anos, Martinho da Cunha luta contra o passado, para apagar da mente a história do acidente brutal que quase "sentenciou" a sua vida.

  • 16/11/2019 21:37:15

    À beira da morte - Estradas continuam inseguras

    Luanda - As mortes por atropelamento nas estradas de Luanda, em particular na Avenida Deolinda Rodrigues, continuam a constituir sério problema para a sociedade.