Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

18 Dezembro de 2019 | 12h55 - Actualizado em 18 Dezembro de 2019 | 15h45

Empresas devem apostar na comunicação corporativa

Luanda - O vice-presidente da Cooperativa de Jornalistas Angolanos, Sebastião Panzo, disse nesta quarta-feira, em Luanda, que as empresas ganham quando investem na comunicação corporativa porque percebem melhor o impacto das suas acções junto do grande público.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Participantes à Conferência sobre comunicação cooperativa

Foto: Alberto Julião

Segundo o responsável, o público também ganha porque vai saber que as empresas não são apenas geradoras de emprego, mas que impactam as suas vidas com as decisões que tomam e com as incidências dos projectos que realizam.

Sebastião Panzo falava na conferência sobre “O poder da Comunicação corporativa das empresas e instituições públicas e privadas”, que visou lançar reflexões sobre o tema, o ambiente em que se insere e a sua relevância para os sectores económico e social.

O jornalista acrescentou que faz-se alguma comunicação, mas ela tem dois actores fundamentais, a saber, as instituições e os jornalistas.

Pelo lado das instituições, o que se apela é que comuniquem publicamente sobre o que fazem em prol do público e dos utentes, enquanto aos jornalistas que prestem mais atenção aos instrumentos de comunicação que as instituições colocam ao seu dispor como os websites, as newsletter e os eventos tornados públicos.

Salientou que muitas  vezes se olha para o sector mineiro de maneira indiferente , pois há um grande impacto neste sector junto das comunidades locais e todas as decisões que as empresas deste ramo  tomam tem relevância para as populações no seu habitat, no exercício da agricultura e outros.

Referiu que questões como estas, se não existir uma comunicação coerente e estruturada das instituições, utilizando os veículos de comunicação público e privado não há como saber do movimento delas e do grau de responsabilidade destas empresas se por acaso violar uma esfera dos cidadãos.

Temas como comunicação corporativa nos sectores financeiro, bancário, seguros e nos transportes foram debatidos por especialistas na área.

A cooperativa dos Jornalistas Angolanos é uma organização autónoma de profissionais de comunicação, proclamada a 6 de Julho do ano em curso, que primam pela protecção da saúde, segurança e assistência social pós-trabalho, facilitação nos processos de aquisição de móveis e imóveis e auto-sustentabilidade dos profissionais membros.

Leia também
  • 18/12/2019 13:44:30

    Masfamu lança linha de apoio SOS-Criança

    Luanda - Um centro de chamadas telefónicas denominado “SOS -Criança” foi lançado hoje (quarta-feira), em Luanda, pelo Ministério da Família e Promoção da Mulher (Masfamu), devendo começar a funcionar no I semestre de 2020.

  • 18/12/2019 10:03:54

    IGT preocupada com omissão de dados sobre acidentes de trabalho

    Dondo - A omissão de dados por parte das entidades empregadores dificulta a contagem dos acidentes de trabalho que ocorrem anualmente no país, disse o inspector-geral adjunto da Inspecção Geral do Trabalho (IGT), Mário Tavira dos Santos.

  • 17/12/2019 19:28:08

    Luandenses "reinventam-se" no Natal

    Luanda - Como já se tornou tradição há várias dezenas de anos, as celebrações do Natal e Ano Novo prometem "agitar" as ruas do país, nos próximos 14 dias.