Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Julho de 2019 | 10h28 - Actualizado em 05 Julho de 2019 | 13h29

Resenha Social: Oferta de medicamentos para Tuberculose marca semana

Luanda - A doação de meio milhão de dólares em medicamentos para o tratamento de 11 mil pessoas com Tuberculose entregue pela Organização Mundial da Saúde (OMS) ao Ministério da Saúde e de meios para vacinação marcou a semana que hoje (sábado) termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

João Ambrósio, Director Nacional da de Resgate e Salvamento do SNPCB

Foto: Rosario dos Santos

O acto visa contribuir no reforço das iniciativas do Governo de Angola de alargar os serviços de diagnóstico e tratamento da Tuberculose.

O noticiário foi destaque pelo anúncio de assinatura de contratos dos cinco mil  candidatos aprovados ao concurso público do Ministério da Saúde.

O Secretário de Estado para área hospitalar, Leonardo Inocêncio, esclareceu haver abertura, através do Ministério das Finanças, para mais de duas mil vagas admitidas ao concurso e que aguardam apenas pelo visto do Tribunal de Contas nos próximos dias.

Foi também destaque social, o registo 526 mortes na época balnear 2018/2019 registado em todo país pelo Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), menos 29 em relação a igual período anterior, dum total de 734 ocorrências diversas (-265).

A época balnear no país, inicia em 15 de Agosto e termina a 15 de Maio. As províncias mais afectadas foram Luanda, com 80 afogamentos, Benguela (48), Huambo (60), Bié (45), Lunda Norte (37), Namibe (30), Huíla (28) e Cuanza Sul (29).

Marcou igualmente o noticiário social, o pronunciamento feito pelas associações profissionais da saúde da necessidade de pelo menos 30 mil médicos no País, para corresponder à demanda e melhorar o atendimento aos pacientes, visto que o Sistema Nacional de Saúde conta com pelo menos sete mil médicos, entre angolanos e estrangeiros.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) determina, para  o continente africano, o rácio de um médico para dois mil habitantes.

Ainda no domínio da saúde, a Angop destacou que a implementação prática da legislação ligada ao VIH/Sida, em vigor desde Julho de 2004, pode ajudar a inibir a transmissão dolosa da doença, por punir o eventual infractor, reduz o estigma contra o portador da pandemia, promove e defende os direitos dos pacientes, entre outras medidas, mas a legislação deve ser mais divulgada, para a população conhecer tais normas.

Assuntos Resenha   Sociedade  

Leia também
  • 04/07/2019 17:26:49

    Bombeiros registam 526 mortes na época balnear 2018/2019

    Luanda - O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) registou 526 mortes na época balnear 2018/2019 em todo país, menos 29 em relação a igual período anterior, dum total de 734 ocorrências diversas (-265).

  • 04/07/2019 15:30:41

    PIIM possibilita requalificação da vila do Lucala

    Lucala - A implementação do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM) vai permitir requalificar três quilómetros de ruas e travessas que compõem a malha rodoviária da vila do Lucala, província do Cuanza Norte.

  • 04/07/2019 05:02:11

    Efectivos do MININT recebem terrenos para auto-construção dirigida

    Malanje - Duzentos e 90 lotes de terreno para auto-construção dirigida foram entregues quarta-feira a igual número de efectivos dos órgãos do Ministério do interior (MININT), pela Administração Municipal de Malanje.