Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Julho de 2019 | 10h00 - Actualizado em 22 Julho de 2019 | 12h54

Icolo e Bengo ganha duas escolas primárias

Duas escolas primárias, com capacidade para albergar 720 alunos, serão inauguradas em Setembro do ano em curso, para inserir no processo de ensino crianças da comunidade de Nzenza do Gulungo, município de Icolo e Bengo, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os respectivos estabelecimentos de ensino, nomeadamente um da localidade de Tonha Xiri, com duas salas de aulas e outro da sede do Nzenza de Gulungo com seis, foram visitados pelo actual administrador municipal, Miguel Silva de Almeida.

Durante dois dias, o administrador visitou estas duas localidades e reuniu com os coordenadores das 36 localidades,  incluindo o soba grande do Nzenza do Gulungo, Miguel Diogo Agostinho.

Na ocasião, Miguel de Almeida deixou orientações precisas ao Director de educação local, Afonso Nkuansambo, para rever o quadro do pessoal, tornando possivel o funcionamento imediato, tendo em conta a densidade populacional sem escolaridade naquela região.

Outra situação que tem permitido a emigração dos moradores de Tonha Xíri para zonas com melhores condições sociais, para além da falta de ensino é a falta de água potável provocada por vandalização da bomba de água.

Neste caso concreto, o responsável máximo de Icolo e Bengo do mesmo local contactou a empresa, que por sinal, já recebeu um milhão e 200 mil kwanzas para repôr uma bomba nova desde Novembro de 2018, mas que não a montou alegando encarecimento do preço da mesma, tendo em conta a inflação da moeda no país.

O administrador diante da população residente, orientou a empresa para resolução urgente da situação de água, sob pena de processar a mesma.

Ainda no decorrer da visita foi informado que a sede de Nzenza do Gulungo ficou sem abastecimento de água há um ano, devido ao roubo de cinco placas solares que geravam energia para a bomba de distribuição de água, um assunto que levou em carteira para resolver com celeridade.

Relativamente a outros aspectos de subdesenvolvimento na região, como deterioração das vias de acessos, falta de energia em muitas aldeias, o administrador garantiu que com o programa de intervenção aos municípios, muitos dos problemas actuais serão resolvidos.

Os presentes solicitaram igualmente alguns postos móveis da polícia nacional, devido ao índice de criminalidade que se vem vivendo na maioria das comunidades, sobretudo, por causa dos roubos de animais e o crime de ofensas corporais.

Visitou o estabelecimento prisional de Cambembeia, tendo sido informado pelo director da Instituição sobre o seu funcionamento, condições e a capacidade de albergar mil e 500 condenados, tendo actualmente mil e oito condenados e alguns detidos.

 A comuna de Cassoneca possui  uma densidade populacional de 14 mil e 600 habitantes que se dedicam  maioritariamente a actividade agrícola e piscatória

Leia também
  • 21/07/2019 12:04:36

    Benguela solidariza-se com vítimas da seca no Cuando Cubango

    Menongue - Trinta toneladas de peixe fresco do tipo sardinha foram entregues este sábado, em Menongue, pelo representante do governo de Benguela à direcção provincial do Gabinete de Acção Social, Família e Igualdade do Género, para juntarem-se aos apoios das vítimas da seca no Cuando Cubango.

  • 20/07/2019 20:28:37

    Primeira Dama prestigia Fundação portuguesa

    Lisboa (Da correspondente) - A Primeira Dama de Angola, Ana Dias Lourenço, participou na última sexta-feira, em Lisboa, na qualidade de convidada especial, na cerimónia de entrega dos prémios Calouste Gulbenkian, que marcou mais um aniversário da morte do seu patrono.

  • 20/07/2019 16:45:25

    Requalificada bacia de retenção de água da subzona 18 do Kilamba Kiaxi

    Luanda - Um projecto de requalificação da bacia de retenção de água da subzona 18, no município do Kilamba Kiaxi, foi lançado hoje, sábado, pela Administração local, na presença do governador provincial, Luther Rescova.