Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Fevereiro de 2020 | 13h09 - Actualizado em 21 Fevereiro de 2020 | 14h14

Edifícios CIF One e Two registam actividade laboral normal

Luanda - Três dias após o arresto dos edifícios CIF One e Two, em Luanda, efectivado pela Procuradoria-Geral República (PGR), no âmbito do Repatriamento Coercivo de Capitais e Perda Alargada de Bens, as empresas privadas e os escritórios ministeriais continuam a sua actividade laboral normal, no estrito cumprimento da Lei.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial dos Edifícios CIF Luanda ONE e CIF Luanda TWO na rua do 1º Congresso no Município das Ingombotas distrito da Maianga

Foto: Rosário dos Santos

A Angop constatou nesta quinta-feira, durante uma ronda realizada no edifício CIF One e Two, a movimentação dos trabalhadores nas primeiras horas do dia, sem nenhum constrangimento, sobretudo, porque no local não havia qualquer força policial.

No local, algumas pessoas que trabalham no edifício CIF One mostraram-se preocupadas com o futuro dos respectivos postos de trabalho. Alegam que até ao momento não receberam qualquer informação dos empregadores sobre o assunto.

Actualmente, apenas o edifício CIF One está a ser utilizado. Na infra-estrutura funcionam representações ministeriais, subsidiárias da Sonangol e empresas privadas.

Mesmo ao lado está o edifício CIF Two que não regista qualquer movimentação, por falta de clientes, de acordo com o que a Angop apurou no local.

O mandado de apreensão nº 03/2020, com data de 17 de Fevereiro, assinado pelo Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SENRA) da PGR, está afixado na entrada dos dois imóveis.

Na última segunda-feira (17), a PGR apreendeu os edifícios CIF Luanda One e CIF Luanda Two, localizados no distrito urbano da Ingombota, município de Luanda, Avenida do 1º Congresso do MPLA.

Trata-se de edifícios antes na posse da empresa chinesa de direito angolano China International Fund (CIF) Limitada.

Na sequência do processo, a PGR designou o Ministério do Ordenamento do Território e Habitação como fiel depositário (para cuidar do imóvel, provisoriamente).

Essa apreensão surge no âmbito de um processo que já culminou com a apreensão de mais de mil imóveis no Zango 0 e Kilamba, construídos com fundos públicos que estavam em posse de entidades particulares.

Assuntos Angola   Província » Luanda  

Leia também
  • 21/02/2020 13:31:19

    Administração de Belas reúne com empresas privadas

    Luanda -As autoridades administrativas de Belas, em Luanda, reuniram-se hoje (sexta-feira) com as empresas privadas para concertar os métodos de execução de alguns projectos, com destaque para a reabilitação das estradas terciárias e secundárias.

  • 21/02/2020 11:08:11

    Fissuras no Kilamba são causadas por obras - engenheiro

    Luanda - As infiltrações nos tectos e fissuras nalguns apartamentos da Centralidade do Kilamba, no município de Belas, em Luanda, originam da execução de obras no interior das residências, feitas sem a autorização da administração

  • 20/02/2020 20:11:28

    Jornalista intenta acção contra Polícia

    Luanda - O jornalista angolano José Quiabolo, da emissora Palanca TV, apresentou, nesta quinta-feira, uma queixa-crime contra a Polícia Nacional, por alegada agressão física de agentes da corporação, praticada durante uma manifestação, em Luanda.

  • 20/02/2020 19:39:48

    Governantes abordam tráfico de pessoas e prostituição infantil

    Luanda - A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, abordou, esta quinta-feira, em Luanda, num encontro com membros do Governo, questões relacionadas com o tráfico de seres humanos e a prostituição infantil.