Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

26 Março de 2020 | 16h41 - Actualizado em 26 Março de 2020 | 16h40

PN desmantela grupos de marginais no Cazenga

Luanda - Três grupos de marginais, composto por seis elementos cada, envolvidos em vários crimes no município do Cazenga, em Luanda, foram desmantelados durante a operação policial "Cazenga tranquilo".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cidadãos detidos pela PN (arquivo)

Foto: Angop

Na operação, realizada nas últimas 24 horas, foram desmantelados os grupos APTs, M do Bingo e Míni- DA, envolvidos em arruaças na via pública, roubo e furto em residências.

Emília Domingos, mãe de um jovem, membro de um dos grupos, detidos na 17 esquadra da Polícia Nacional, teve a iniciativa de denunciar o filho envolvido em rixas de grupos e outros delitos.

“ Decidi denunciar o meu filho para ser repreendido e deixar a prática de lutas de grupos rivais e os assaltos na via pública”, desabafou.

O comandante municipal da Polícia Nacional no Cazenga, superintendente chefe, Joaquim José da Conceição, disse que a operação serve para aumentar a segurança das populações nas comunidades.

Sublinhou que o desmantelamento dos grupos foi possível graças a colaboração da população  que partilharam as informações dentro do circulo de interação entre a polícia e a população.

Disse que a  operação será continua para o desmantelamento de grupos de malfeitores que tem estado a alterar a ordem e a tranquilidade públicas nas comunidades.

" É necessário trabalhar na sensibilização com os pais e encarregados de educação dos jovens,  no sentido de serem desencorajados  e desistam  destas práticas", explicou.

Admitiu que crianças dos 13 aos 17 anos cometem delitos nas comunidades perante os  familiares e estes não denunciam, porque temem represálias da parte destes delinquentes.

Joaquim da Conceição disse ainda que a Polícia Nacional continua a reforçar o seu papel de sensibilizar e desencorajar a prática de actos que alteraram a ordem e tranquilidade pública.


 

Leia também
  • 22/03/2020 15:07:01

    Onze pessoas morrem em acidente na vala de drenagem do Zango

    Luanda - Onze pessoas morreram e dez ficaram feridas, como resultado de um acidente de viação ocorrido na noite de sábado, com a queda de uma viatura na vala de drenagem do Zango-2, município de Viana, em Luanda, apurou hoje a Angop.

  • 21/03/2020 16:52:24

    Polícia Nacional vai punir de actos de corrupção na DTSR

    Luanda - O comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, declarou hoje, em Luanda, que aquele órgão de segurança vai reforçar as punições a todos os agentes da Direcção de Trânsito e Segurança Rodoviária (DTSR) que se envolverem em actos de corrupção.

  • 18/03/2020 19:21:26

    INAC regista mais de quatro mil casos de violência contra a criança

    Luanda - O Instituto Nacional da Criança (INAC) registou, em 2019, quatro mil e 328 casos diversos de violência contra a criança, segundo uma nota do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU).