Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

28 Maio de 2020 | 15h06 - Actualizado em 28 Maio de 2020 | 15h06

Assistidos mil cidadãos na comuna do Caiundo

Menongue - Mil cidadãos de 11 aldeias da comuna do Caiundo, a 43 quilómetros a sudeste da cidade de Menongue, sede capital do Cuando Cubango, beneficiaram, no início desta semana, da assistência médica e medicamentosa, através de consultas ambulatórias, no âmbito do programa de apoio às populações vulneráveis.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o comunicado de imprensa do governo local a que a ANGOP teve acesso hoje, as populações vulneráveis beneficiaram de vacinas contra poliomielite, tetáno, desparasitação das crianças com memendazol e distribuição de mosquiteiros tratados com insecticida, sobretudo às famílias com mulheres grávidas e crianças.

No programa, iniciado desde Abril do ano em curso e acompanhado pelo administrador municipal de Menongue, Júlio Vidigal, a população está igualmente a beneficiar de cobertores, roupa para crianças e adultos, bidões de 20 litros para conservação de água, lixívia, sabão azul, bens alimentares diversos, sementes de hortícolas, gado bovino e charruas para antigos combatentes e portadores de deficiência física.

Nos próximos dias, está agendada actividade do género na comuna do Jamba Cueio.

O município de Menongue, um dos nove da província do Cuando Cubango, tem três comunas, designadamente Missombo, Jamba Cueio e Caiundo, com uma população estimada em mais de 380 mil habitantes, sendo o mais populoso daquela região do país.

 

Leia também
  • 27/05/2020 23:15:49

    Covid-19: Mortes por acidentes caem 50 por cento

    Luanda - Cerca de 146 mortes por acidente de viação foram registadas no país pelas forças de defesa e segurança durante o Estado de Emergência, que vigorou de 27 de Março a 25 de Maio (60 dias), uma redução de 327 em relação ao período análogo anterior.

  • 27/05/2020 18:59:57

    Covid-19: Psicólogo aconselha calma aos cidadãos

    Malanje - O psicólogo clínico Cláudio Brandão aconselhou hoje, quarta-feira, os cidadãos a manterem a calma e adoptarem uma postura social e estilo de vida adequada as medidas da Situação de Calamidade do país.

  • 26/05/2020 19:18:49

    Ministro da Defesa reafirma prontidão das forças na Lunda Sul

    Saurimo - O ministro da Defesa e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos, reafirmou hoje que as Forças Armadas Angolanas (FAA) estão em prontidão para garantir a segurança das fronteiras e apoiar o Governo nos projectos de desenvolvimentos do país.