Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

03 Julho de 2020 | 22h06 - Actualizado em 03 Julho de 2020 | 22h08

SGA pronta para desafios aeronáuticos

Luanda - Após um ano, desde a cisão da ENANA, a agora Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA - S.A) diz-se pronta para a concorrência do mercado, aliada à estratégia do Executivo Angolano para a reestruturação do sector aeronáutico a nível do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mas isso em conformidade com as normas da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO), refere uma nota de imprensa chegada, hoje, à Angop, fazendo referência ao primeiro aniversário da instituição assinalado no primeiro dia do corrente mês - Julho.

O documento lembra que da cisão da então ENANA, E.P surgiram a Sociedade Gestora de Aeroportos e a ENNA ( Empresa Nacional de Navegação Aérea), nos termos dos Decretos Presidenciais números 206 e 207/19 de 01 de Julho.

“A Instituição está alinhada com à estratégia do Executivo no que concerne à reestruturação do sector dos transportes, posicionando-se para a concorrência do sector aeroportuário, em conformidade com as normas da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO)”, expressa a nota.

De acordo com a nota, consta dos objetivos, a diferenciação prática dos serviços de “aviação e não-aviação”; novas parcerias (concessões aeroportuárias) adaptados às políticas; e boas práticas internacionais e eficazes no sector.

Nesta conformidade, salienta, perspectiva-se, para o presente ano, a consolidação da cisão; a dinamização do negócio e a melhoria das estruturas aeroportuárias, assegurando-se a promoção da segurança nas suas duas vertentes: Safety e Security (Segurança e Protecção).  

“Uma outra aposta, é a reestruturação organizacional, ajustando ao Modelo de Corporate Governance (Governação Corporativa), por forma a minimizar a assimetria de informação, transparência e, assim, promover-se a credibilidade no sector aeroportuário”, adianta o documento.

Segundo a nota, paralelamente, a SGA elaborou, em parceria com os stakeholders (grupo interessado ou de interesse), uma estratégia global do sistema aeroportuário angolano, definida em cinco objectivos que caracterizam uma nova visão para o sector.

Entre  os quais, competitividade como “hub africano”; “Altos padrões de segurança”, conforme recomendações internacionais; “Sustentabilidade económico-financeira e social do sistema”; “Experiência de excelência” através de elevada qualidade de serviço; e a “Dinamização de negócios adjacentes” no âmbito aeroportuário.

“O Conselho de Administração da SGA, em Março do corrente ano começou a tomar medidas face ao novo coronavírus (Covid-19), com um plano de contingência, de acordo com as orientações das entidades sanitárias, bem como da Comissão Multissectorial, que coordena a luta contra essa pandemia.

O referido plano, destaca a nota, visa a disponibilização e continuidade da prestação dos serviços essenciais, bem como a protecção e saúde dos colaboradores, clientes e passageiros.

No capitulo de negócios, continua, “o sector aeroportuário é um dos mais afectados a nível mundial, com a maioria das fronteiras encerradas, alterando deste modo a sua dinâmica de funcionamento com a diminuição de passageiros e voôs habituais”.

“O impacto da pandemia da covid-19, trouxe quebras por se calcular, porquanto, augura-se  que as medidas adoptadas pelo Executivo amorteçam este impacto, e que a situação seja normalizada com a maior brevidade possível”, termina o documento.

Assuntos Aviação  

Leia também
  • 02/07/2020 20:32:21

    Covid-19: TAAG impedida de voar para Europa

    Luanda - Em virtude do aumento diário de casos de covid-19 em Angola e do actual período de isolamente social que o país vive, desde o dia 27 de Março, a TAAG está proibida de viajar para Portugal e todo o "Espaço Schengem", afecto à União Europeia, até que a doença seja controlada.

  • 29/06/2020 21:56:41

    TAAG recebe primeira aeronave Dash 8-400

    Luanda - A primeira das seis aeronaves do tipo Dash 8-400 adquiridas pelo Executivo Angolano a fabricante canadiana De Havilland of Canada Limited, no âmbito da modernização e reestruturação da TAAG - Linhas Aéreas de Angola, chegou, nesta segunda-feira, ao país.

  • 22/06/2020 20:12:05

    Primeiro avião Dash8 da TAAG com nova data de chegada

    Luanda - Ao contrário de terça-feira (dia 23 de Junho), como inicialmente previsto, a primeira das seis aeronaves do tipo Dash8-400s, adquiridas pelo Governo Angolano à companhia canadiana "De Havilland of Canada Limited" para a TAAG deve chegar ao país numa outra data.