Domingo, 24 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Ministro das Finanças do Quénia nega acusações de corrupção


23 Julho de 2019 | 11h50 - Actualizado em 23 Julho de 2019 | 11h50

Nairobi - O ministro das Finanças do Quénia, Henry Rotich, negou as acusações sobre o uso indevido de fundos do Estado num projecto de barragem supervisionado pela construtora italiana CMC Di Ravenna, noticiou hoje a BBC.


As acusações contra Henry Rotich resultam de uma investigação policial.

Em Março último, Rotich e a empresa construtora já haviam negado qualquer irregularidade na utilização das verbas do Estado.

Henry Rotich e vários funcionários do seu pelouro foram presos segunda-feira por suborno e fraude num projecto de construção de duas barragens que envolve milhões de dólares.

Questionado no tribunal de Nairobi sobre se são verdadeiras ou não as acusações o governante respondeu: “Não é verdade”.