Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Presidente Ramaphosa apela ao reforço da vigilância epidemiológica


02 Agosto de 2020 | 10h55 - Actualizado em 03 Agosto de 2020 | 12h02

Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa (arquivo9 Foto: Pedro Parente

Pretória (Da correspondente) - O Presidente da África do Sul apelou ao país a reforçar a vigilância diante da pandemia da covid-19, numa altura em que a doença atingiu meio milhão de casos positivos.


“Temos que manter acentuada a nossa vigilância até a altura em que não forem registados mais casos de coronavírus no nosso país”, disse o Presidente Ramaphosa numa mensagem divulgada sábado à noite.

“Se não fizermos isso, estará sempre presente o risco do ressurgimento da doença naquelas áreas onde o vírus está a dar sinais de estabilização", diz a mensagem do Presidente.

“Hoje, a África do Sul possui um total de 503 mil 290 casos positivos de covid-19, 152 mil 676 dos quais activos, ao passo que confirmamos a recuperação de 

342 mil 461 pessoas”, lê-se no documento presidencial.

Na sua mensagem, Ramaphosa recorda que a pandemia global do coronavírus é a mais séria crise de saúde pública que o mundo enfrenta.

Em todos os continentes, escreve ainda o Presidente, os países lutam de forma árdua para conter a progressão do vírus e seus efeitos.

No nosso país, 8,153 pessoas perderam a vida e sabemos que este número continuará a crescer, disse.