Quinta, 28 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Namíbia reabre fronteiras e autoriza viagens internacionais para Windhoek


24 Setembro de 2020 | 12h15 - Actualizado em 24 Setembro de 2020 | 12h15

Cidade de Windhoek

Foto: Lucas Neto



Windhoek - O governo da Namíbia reabriu as fronteiras do país voltando a autorizar as viagens internacionais no aeroporto internacional Hosea Kutako, em Windhoek, disse hoje à Lusa o conselheiro das comunidades portuguesas no país africano, Manuel Coelho.


"Viajei na Ethiopian Airlines por Adis Abeba e Frankfurt até Lisboa", referiu Manuel Coelho, salientando que a companhia da bandeira alemã Lufthansa reatou também a ligação aérea de Frankfurt com a capital namibiana.

Manuel Coelho, que participa em Lisboa no debate e apreciação do Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020/2030 como conselheiro do Conselho Económico, assim como também no encontro do Conselho das Comunidades Portuguesas, adiantou à Lusa que as ligações aéreas internacionais foram retomadas no passado fim-de-semana, estando previstos mais dois voos internacionais no final deste mês.

"Aparentemente, a TAAG (Linhas Áreas de Angola) vai recomeçar os voos de Windhoek para Luanda e Lisboa, no fim do mês, assim como a KLM (Holanda) fará também a ligação Windhoek-Luanda-Amesterdão, enquanto que a QATAR inicia os voos no dia 16 de Outubro", adiantou.

Estima-se que cerca de 2.500 portugueses residam na Namíbia, dos quais cerca de mil em Windhoek e 600 em Walvis Bay, onde existe uma forte comunidade piscatória portuguesa.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 10.663 casos de infecção e 117 mortos na Namíbia, segundo as autoridades da saúde do país africano.

A doença respiratória é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.