Quinta, 04 de Março de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Caça furtiva periga vida animal no Parque da Cangandala


07 Fevereiro de 2020 | 13h09 - Actualizado em 07 Fevereiro de 2020 | 13h08

Parque nacional da cangandala (arquivo)

Foto: Angop



Huambo - A contínua prática da caça furtiva e fogo posto está a perigar a preservação e crescimento das espécies no Parque Nacional de Cangandala, na província de Malanje.


Segundo o administrador do parque, Victor Paca, que falava sobre o estado actual, esta prática acontece com maior frequência para caça do veado e da seixa.

Para além de ser o santuário da Palanca Negra Gigante, a lista das demais espécies de ungulados registados no Parque Nacional da Cangandala inclui o bambi comum, o golungo, a sitatunga, o nunce, a palanca castanha e a pacaça.

Em relação a protecção da Palanca Negra Gigante, informou que tem sido alvo de monitorização como forma de garantir a preservação e crescimento.

Sem revelar o número actual de fiscais, disse ser necessário mais 50 fiscais.

Com uma extensão territorial de 600 quilómetros quadrados, o parque foi estabelecido como Reserva Natural Integral a 25 de Junho de 1963 e elevado a Parque Nacional a 25 de Junho de 1970.

Situa-se na província de Malanje, a cerca de 50 quilómetros, por estrada, da cidade de Malanje