Domingo, 28 de Fevereiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Angolano vence concurso tecnológico na China


29 Junho de 2018 | 12h07 - Actualizado em 29 Junho de 2018 | 12h28

Luanda - O estudante angolano Brunilde Pedro Sacramento Mandinga venceu, na China, a IV edição do concurso "Electronic Design and Internet of things (IoT)", organizado pela empresa chinesa Neoway, vocacionada ao fabrico de materiais electrónicos.


O autor que estuda na China venceu a terceira edição, em Novembro de 2017, e a última, em Março deste ano, no evento para avaliação de projectos das áreas da ciência e tecnologia, sociedade e sustentabilidade.

O concorrente angolano venceu a edição 2018 com o projecto de Geração de Energia pela Caminhada (Power By Riding - PBR) que utiliza uma bicicleta para este fim.

O sistema utiliza um material piezelétrico acoplado ao assento e aos pedais da bicicleta, convertendo a sua pressão e deformação em energia eléctrica, capaz de carregar aparelhos de telefonia móvel e computador.

Para esta edição, organizada pelo Instituto de Inovação da Universidade de Ciência e Tecnologia de Huazhong, foram seleccionados 10 grupos que podem ter cinco pessoas no máximo.

Em 2017, Brunilde Mandinga venceu com o projecto “WeGoZhinengXie”, calçado inteligente.

“O calçado inteligente é composto por uma palmilha de acetato-vinilo de etileno (EVA) que é posicionada em direcção às articulações dos pés, nomeadamente a articulação metatarsofalângica que permite o pé apoiar-se sobre os dedos durante uma caminhada e a articulação interfângica, mantendo a estabilidade durante a pressão sobre o solo” - explicou Brunilde Mandinga.

O calçado possui um dispositivo de controlo térmico que permite fazer a leitura da temperatura no interior e exterior do calçado, que pode ser ajustada de acordo com a região climatérica. Incorpora GPS e módulo de comunicação GPRS, para localização de vítimas em caso de incidentes como desabamento de terra ou queda de um edifício.

Os dois projectos encontram-se em processo de patente e serão tutelados pelo centro de patentes da Universidade de Ciência e Tecnologia da Huazhong - Huazhong University of Science and Technology) para uma produção industrial.

Nesta edição, há o registo de 54 candidaturas, das quais 36 foram aprovadas e nove chegaram a final

Este concurso começou em Março e visa seleccionar as 20 melhores iniciativas de empreendedorismo, com prioridade para os cidadãos dos países africanos.