Quarta, 27 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Multinacional anuncia funcionamento do Sistema de Cabos Submarinos


18 Outubro de 2018 | 18h23 - Actualizado em 18 Outubro de 2018 | 18h22

Luanda - A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, anunciou hoje, em Luanda, a entrada em funcionamento do Sistema de Cabos Submarinos da Costa Ocidental Africana (WACS), condicionado desde o passado dia 18 de Setembro, em consequência do corte registado a cerca de 1,2 quilómetros da Estação de Sangano.


Segundo indica uma nota desta instituição, a que a Angop teve acesso hoje, quinta-feira, enquanto duraram os trabalhos de restauro do WACS, todo o roteamento foi transferido para o novo cabo SACS (Sistema de Cabos Submarinos do Sul do Atlântico), que se encontrava na altura em fase de testes, mas que deu, desde logo, uma capacidade de resposta de alto nível, assegurando a conectividade internacional, através do Brasil, para alcançar os Estados Unidos da América e a Europa.

“Após três semanas de condicionamento, em consequência do corte registado no cabo junto da Estação de Sangano (Luanda), o Sistema de Cabos Submarinos da Costa Ocidental Africana (WACS) está completamente reparado e já operacional. Por ser um sistema com mais interligações de África à Europa e, agora, à América do Sul via SACS, o WACS continua a ser a principal porta de entrada da conectividade internacional do país”, disse António Nunes, Presidente da Comissão Executiva da Angola Cables.
 
Sobre a Angola Cables

Angola Cables é uma multinacional angolana de telecomunicações fundada em 2009, que opera no mercado grossista, cujo negócio é a venda de capacidade de transmissão internacionais através de cabos submarinos de fibra óptica.

É um dos maiores accionistas do WACS (Sistema de Cabos Submarinos da Costa Ocidental Africana), que liga a África do Sul à Londres, fornecendo serviços de nível de operador à operadores em Angola e na região subsaariana, tornando-se assim um dos maiores fornecedores de IP na região.

O SACS, Monet e WACS, são os três sistemas de cabo submarinos operados pela Angola Cables, que interligam quatro continentes (América do Sul, América do Norte, África e Europa).