Terça, 19 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Luísa Kiala pode ser porta-bandeira no Rio de Janeiro


06 Julho de 2016 | 13h28 - Actualizado em 06 Julho de 2016 | 17h42

Luanda - A andebolista Luísa Kiala poderá ser a porta-bandeira da delegação angolana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro2016, no Brasil, admitiu à Angop o vice-presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Mário Rosa.


O responsável disse que o facto de a atleta ter participado já em duas olimpíadas (Atenas2004 e Beijing2008) é favorável à sua indicação, numa altura em que se aguarda pelo desfecho da participação da selecção de basquetebol no torneio de apuramento, em Belgrado, por constar na equipa jogadores com as mesmas possibilidades.

Luisa Kiala actua no 1º de Agosto, depois de muitos anos no Petro de Luanda. A experiente  meia-distância, 33 anos, é oriunda de uma família de andebolistas, na qual despontam as irmãs Natália Bernardo e Marcelina Kiala, e tem vários títulos, entre nacionais, africanos e internacionais, além de participações em mundiais da modalidade.

Angola estreou-se numa olimpíada em 1980, em Moscovo, onde foi porta-bandeira o atleta Fernando Lopes (natação), e até a presente data desempenharam a função, entre outros, Nádia Cruz (natação), Elisa Wemba (andebol), João Ntyamba (atletismo) e Antónia de Fátima “Faia” (judo).

Estão apuradas para os Jogos Olímpicos, além do andebol, o judo, remo, vela e natação, enquanto o tiro aos pratos beneficiou de um convite do Comité Olímpico Internacional (COI).