Quarta, 25 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Andebol/Mundial: "Estamos motivadas" - atletas


04 Dezembro de 2019 | 17h17 - Actualizado em 05 Dezembro de 2019 | 00h34

Kumamoto - (Do enviado especial) - A vitória por 33-24 diante da Eslovénia, na terceira jornada do grupo A, motivou as atletas para os desafios que se seguem, embora reconheçam as dificuldades a enfrentar nos próximos jogos do Campeonato do Mundo de Andebol sénior feminino, que decorre em Kumamoto, Japão.


As integrantes do sete nacional reconhecem que o estado do grupo hoje é bem melhor, depois da primeira vitória na prova.

A guarda-redes Helena Sousa considera que a chegada tardia ao palco da competição e os erros defensivos ditaram os dois desaires consecutivos, mas hoje a equipa está bem mais adaptada, e com um crescimento gradual em tudo.

A meia-distância central Helena Paulo, que ao longo de três jogos marcou treze golos, disse que a selecção esteve bem na defesa no jogo passado, e que pretende manter esta postura quinta-feira.

“Mas, para isso, precisamos de trabalhar mais e melhor”, disse.

Acredita numa boa prestação diante da Noruega, embora admita que o grau de dificuldade será elevado, por ser a líder do grupo e uma candidata ao título.

Já a experiente guarda-redes Teresa de Almeida “Bá”, que já vai no seu terceiro Campeonato do Mundo, diz que a motivação hoje é boa, depois da primeira vitória alcançada.

Angola está na quarta posição do grupo, com dois pontos, enquanto as norueguesas lideram com seis. Averbou duas derrotas, frente à Sérvia (25-32) e Holanda (28-35), e venceu a Eslovénia (33-24).