Domingo, 24 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Resenha: Basquetebol e andebol marcam semana


21 Julho de 2019 | 23h14 - Actualizado em 22 Julho de 2019 | 09h42

Luanda - A participação da selecção de basquetebol no Afrocan2019, em Bamako (Mali), e a disputa dos campeonatos nacionais de andebol, em ambos os sexos, terminados este domingo, em Luanda, marcaram os últimos sete dias desportivos.


Na prova continental, reservada a atletas que evoluem nos respectivos campeonatos e mais dois fora dele, Angola obteve duplo triunfo. O primeiro na estreia frente ao Tchad, por 95-83, na 2ª jornada do grupo C, é neste domingo perante Marrocos, por 68-58, para a ronda seguinte.

Neste campeonato africano de basquetebol sénior masculino, a decorrer até ao dia 27 deste mês, na cidade de Bamako, Childe Dundão foi o melhor marcador do conjunto nacional nas duas partidas já disputadas. Marcou 17 pontos na primeira e 18 na segunda.

Angola já está qualificada para os quartos-de-final e vai defrontar dia 24 o vencedor do jogo entre a Argélia e Nigéria.

Apesar da relevância do Afrocan, por tratar-se de uma prova africana, os nacionais de andebol acabaram, na comparação, por catalisarem maior atenção, fundamentalmente no sector feminino, em que estiveram em campo as duas maiores equipas do país e africanas, o Petro de Luanda (24 troféus nacionais) e 1º de Agosto (sete).

Neste domingo, as agostinas conquistaram o 41º nacional com vitória sobre as petrolíferas, por 20-13, em jogo decorrido no Pavilhão da Cidadela, uma reedição do campeonato de 2018, mas com resultado inverso.

Em masculino, o título coube ao Interclube que venceu o 1º de Agosto, por 21-20, protagonizando uma conquista 30 anos depois.     

Na semana finda foi realizado o sorteio do CAN2021 durante a Assembleia Geral da CAF, no Egipto, a selecção nacional está enquadrada no grupo D com os Camarões, RDC, Gabão e o vencedor da pré-eliminatória entre Djibuti e Gâmbia.

Este facto realizou-se numa altura em que terminou sexta-feira a 32ª edição deste evento continental, com a consagração da Argélia, mercê da vitória sobre o Senegal, por 1-0.

Na prova, disputada no Egipto, a selecção nacional foi eliminada na primeira fase e ficou na 18ª posição no cômputo de 24 participantes.