Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Girabola2019/20: Petro assegura segunda posição


18 Outubro de 2019 | 22h30 - Actualizado em 19 Outubro de 2019 | 18h50

Petro de Luanda ascende a segunda posição

Foto: António Escrivão



Luanda - O Petro de Luanda assegurou hoje a segunda posição, com 17 pontos, ao vencer esta noite o Progresso do Sambizanga, por 2-1, em jogo de acerto a segunda jornada do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, disputado no estádio 11 de Novembro, na capital do país.


Os tricolores têm agora os mesmos pontos e igual número de golos marcados (13) que o então segundo colocado Recreativo do Libolo, mas passa para frente com saldo de menos dois golos sofridos (6) contra 8 da turma de Calulo.

Os golos dos tricolores foram anotados por Dany (23’) e Tony (58’), ao passo que Chiló reduziu a favor dos sambilas aos 33 minutos.

Logo aos cinco minutos, Yano apareceu na grande área do guarda- redes Nelson, com tudo para abrir o marcador, mas o salto foi insuficiente para desviar a bola de cabeça.

Momentos depois, o mesmo Yano voltou a estar em evidência num lance em que remata para a mão de um contrário dentro da área, mas o árbitro Benjamim considerou ponta pé de baliza, lance que os tricolores reclamaram por penalti.

Yano era o mais solicitado no ataque petrolífero numa altura que os sambilas viam-se em constante missão defensiva.

Volvidos 17 minutos, novamente Yano, após receber um passe de Diógenes fez um chute de primeira, mas embateu na barra.

O primeiro tento surgiu aos 23 minutos, Dany de fora de área aproveitou um passe atrasado e rematou forte sem dar hipótese de defesa ao guarda-redes Nelson.

Em resposta, Meda aos 33 minutos, fez um passe longo que precipitou a saída do guarda-redes Elber, mas Chiló foi mais rápido a empurrar a bola, Wilson ainda correu para desviar a trajectória, mas a bola acabou entrando. Estava feito o empate (1-1), registado ao intervalo.

No reatamento, os pupilos de Kito Ribeiro entraram a pressionar o plantel do Catetão. Chegavam várias vezes a baliza oposta, mas sem lograr o objectivo final, que era o golo.

Aos 57 minutos, o avançado Yano, do Petro, foi empurrado na área, o que levou o juiz Benjamim Andrade a assinalar grande penalidade.

Chamado a cobrar, Tony fixou o resultado em 2-1.

Com este resultado o Petro de Luanda fica um ponto do líder da prova, 1º de Agosto (18), enquanto o Progresso é 13º, com sete.