Quinta, 03 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

FAF órfão de principal patrocinador


17 Setembro de 2020 | 18h45 - Actualizado em 17 Setembro de 2020 | 18h43

Futebol perde principal patrocinador Foto: António Escrivão

Luanda - A empresa operadora de televisão por satélite -ZAP anunciou, nesta quinta-feira, em Luanda, o fim do vínculo com a Federação Angolana de Futebol (FAF), materializado no patrocínio oficial do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão "Girabola".


Em comunicado a que a ANGOP teve acesso, a instituição explica que a não renovação do contrato na presente época (2020/21) se prolongará pelas seguintes, numa relação com quatro anos de duração.

Está na base da decisão, segundo a nota, o actual contexto socioeconómico que exige uma gestão ainda mais criteriosa de recursos, sendo inviável o prolongamento da união porque obrigaria a um esforço financeiro desproporcional.

Com este facto, a ZAP deixa de ter exclusividade na transmissão da maior competição de futebol do país, cujo sorteio foi realizado quarta-feira, na sede do órgão reitor da modalidade.

Longe de abranger equitativamente todos os beneficiários, o patrocínio da ZAP tem sido motivo de discórdia entre a FAF e clubes, estes últimos exigiam maior transparência na gestão dos recursos financeiros colocados à disposição.

Tal situação, levou, inclusive, a criação de uma comissão composta por líderes de clubes que evoluem na prova nacional, com o objectivo de renegociar os termos do acordo.

Geralmente envolto em secretismo, numa entrevista à ANGOP, em Maio passado, o presidente da federação, Artur Almeida e Silva, finalmente revelou serem disponibilizados anualmente AKz 150 milhões.

Disse, na ocasião, que a Unitel e Sonangol deixaram de patrocinar o futebol nacional por conta da crise financeira nacional e mundial.