Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Huíla: Caluquembe colhe 15 toneladas de café arábico em 2018


02 Fevereiro de 2019 | 10h08 - Actualizado em 02 Fevereiro de 2019 | 10h12

Planta de Café

Foto: Divulgação



Caluquembe - Quinze toneladas de café arábico foram colhidas no ano agrícola de 2018 no município de Caluquembe, província da Huíla, registando um aumento de mais sete toneladas em relação a 2017, anunciou hoje (sábado) o director local da Agricultura, Pecuária e Pescas, Eliseu José.


Em declarações à Angop, o responsável disse que o aumento da colheita deve-se ao incentivo à produção de café que as autoridades têm vindo a promover junto das populações, uma vez que este produto traz rendimento e tem uma muita procura.

Explicou que o seu pelouro fomenta a cultura de café a nível do município através de uma brigada técnica controlada pela direcção municipal da Agricultura que tem trabalhado na motivação dos cafeicultores e que, para o presente ano, acredita que a colheita possa aumentar.

Eliseu José realçou que inicialmente Caluquembe estava para receber 25 mil mudas de café a partir de Malanje, mas só recebeu seis mil em Dezembro de 2018, estando a chegada das restantes prevista para o mês em curso.

“Não podemos perspectivar a colheita porque primeiro vamos fazer a plantação, acompanhar o estado semiológico das plantas, pois tem algumas que morrem, outras que não produzem e só depois de acautelar a situação, poderemos dar uma previsão”, disse.

O responsável da Agricultura indicou que, para além das mudas provenientes de Malanje, alguns cafeicultores com estufas, como a Caissaca e a Calonhoha, produzem localmente mudas para o município.

A direcção municipal da Agricultura controla actualmente 30 cafeicultores associados na cooperativa dos Cafeicultores da Calonhoha.

O município de Caluquembe, situado a 193 quilómetros a norte do Lubango, tem uma população estimada em 209 mil e 438 habitantes, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).