Quinta, 03 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Licenciamento de estabelecimentos comerciais em queda no Huambo


31 Maio de 2019 | 17h48 - Actualizado em 31 Maio de 2019 | 17h48

Huambo - O licenciamento de estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços registou este ano, na província do Huambo, uma queda notável, passando de 650, entre Janeiro a Maio de 2018, para 296 este ano.


As razões desta diminuição, segundo o director do gabinete do Comércio, Indústria e Recursos Minerais, Baudilio dos Santos Baptista Vaz, em declarações hoje à ANGOP,  têm a ver com o pouco interesse dos investidores e problemas técnicos na emissão de alvarás.

Apesar desta situação menos favorável, o responsável admitiu que a cadeia comercial na província do Huambo ainda é, em termos de quantidade e diversidade de oferta, das melhores no país.

Informou estarem em funcionamento 4075 estabelecimentos mercantis e de prestação de serviços, de um total de 5700 licenciados pelo gabinete do Comércio, Indústria e Recursos Minerais.

Mesmo sem revelar valores, informou ter havido também, este ano, uma diminuição consideravel na arrecadação de receitas resultante do licenciamento de novos estabelecimentos e da aplicação de multas aos infractores.

Baudilio Baptista Vaz deu a conhecer que as autoridades da província continuam a criar incentivos para a atracção de empreendedores nos municípios do interior, através da expansão da rede de distribuição de enrgia eléctrica.