Domingo, 24 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Reformas em Angola atraem investidores sul-africanos


11 Setembro de 2019 | 18h04 - Actualizado em 11 Setembro de 2019 | 18h04

Luanda - O conselheiro económico da embaixada da África do Sul em Angola, Meshack Mathye, disse hoje (quarta-feira), em Luanda, que as reformas implementadas pelo Governo angolano têm encorajado o investimento de empresários sul-africanos em Angola.


Meshack Mathye enalteceu as reformas, em curso em Angola, durante o encontro entre o vice-governador de Luanda, Dionísio Manuel da Fonseca e os empresários sul-africanos, para falar das oportunidades de negócio e identificar as áreas com maiores potencialidades para o investimento estrangeiro.

Afirmou que os empresários sul-africanos se sentem encorajados com o momento económico e são a favor da melhoria do ambiente de negócios.

Meshack Mathye disse que os empresários não olham, apenas, para a diversificação da economia, mas pretendem expandir as actividades para outras localidades de Angola.

Lamentou o facto de, no geral, a maioria dos investimentos ficar por Luanda e acredita que os empresários do seu país pretendem investir para outras províncias.

O vice-governador para o sector Político e Social, Dionísio Manuel da Fonseca, acredita que a participação do empresariado privado pode contribuir para o alcance dos objectivos gizados pelo Executivo.

Disse  que Luanda dispõe de infra-estruturas com potencial turístico, que requer o investimento privado, a exemplo do sector agrícola.

As trocas comerciais entre Angola e África do Sul rondaram, no ano passado, os 230 milhões de Rands.

O volume de transacções comerciais da África do Sul para Angola rondam os 377 mil milhões de kwanzas, enquanto o inverso é de 133 mil milhões de kwanzas.