Quarta, 02 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Mercado mobiliário pode contribuir para saída da crise


04 Outubro de 2019 | 17h31 - Actualizado em 05 Outubro de 2019 | 10h06

Luanda - O investimento no mercado de valores mobiliários pode ser parte da solução para a saída da crise económica que o país enfrenta, considerou nesta sexta-feira, em Luanda, o responsável pelo Departamento de Trading da Sala Mercados do Standard Bank Angola, Auriano Santos.


Ao falar à Angop, na 2ª edição da Feira do Investidor, promovida pela Comissão de Mercado de Capitais (CMC), Auriano Santos sublinhou que o país poderá ter no futuro o mercado de valores mobiliários mais desenvolvido caso os agentes saibam conciliar os aspectos regulatórios à literacia financeira.

Frisou que ser necessário congregar ou convergir as partes, no caso aqueles que têm excedentes de liquidez e os que eventualmente precisam de financiamento, de modo a proceder à correcta alocação dos recursos, para o surgimento de investimentos e tirar o país da crise.

Auriano Santos referiu que o mercado de valores imobiliários em Angola ainda tem um longo período a percorrer para o seu desenvolvimento, mas os diferentes intervenientes têm estado a fazer um excelente trabalho, quer a nível de regulação, quer da promoção de mercado.

Citou a título de exemplo a Comissão do Mercado de Capitais (CMC), Bolsa de Dívida e Valores de Angola (Bodiva), bancos comerciais e o Ministério das Finanças que têm empreendido esforços no sentido de desenvolver o mercado.

Em relação ao retorno do investimento, disse que a taxa de retorno se tem apresentado como atractivas para o investidor, sobretudo para os instrumentos de longo prazo, estando implícito um prémio de maturidade.

A Feira do Investidor acontece em simultâneo na Mediateca de Luanda (Largo das Escolas) e na Mediateca "Zé-Dú" (Cazenga), com o objectivo de destacar a importância da educação financeira e da protecção do investidor, ao mesmo tempo que visa proporcionar oportunidades de aprendizagem de temas relacionados com a poupança e o investimento.

A exposição, que conta com a participação de 17 empresas do sector financeiro e bancário, enquadra-se nas actividades a serem realizadas durante a Semana Mundial do Investidor (de 1 a 7 de Outubro), iniciativa promovida pela Organização Internacional das Comissões de Valores (IOSCO).

A IOSCO é o organismo internacional que reúne os reguladores do Mercado de Valores Mobiliários, que conta com representantes de mais de 200 países cobrindo quase a totalidade da capitalização do Mercado de Valores Mobiliários Mundial.

A CMC foi oficialmente admitida como membro ordinário da IOSCO em Julho de 2017, concretizando assim um dos objectivos da sua estratégia para dotar o sistema financeiro angolano de um Mercado de Valores Mobiliários transparente, eficiente e credível.