Quarta, 27 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Resenha: Apresentação dos dados económicos do país, destaque da semana


19 Outubro de 2019 | 00h10 - Actualizado em 19 Outubro de 2019 | 00h09

Luanda - O discurso sobre Estado Nação proferido pelo Presidente da República, João Lourenço, em que afirmou o retomar do crescimento económico a partir de 2020, constituiu um dos destaques do noticiário económico da Angop, ao longo da semana.


João Lourenço fez o balanço sobre o Estado da Nação, na abertura da 3ª Sessão Legislativa da IV Legislatura da Assembleia Nacional, tendo avançado dados referentes aos sectores produtivos, com destaque para o de petróleos, agricultura, indústria, comércio e energia.

Entre os vários assuntos apontados pelo Presidente da República, foi destaque também o aumento da produção de cereais, que passou de dois milhões, 878 mil e seis para dois milhões, 902 mil e 643 toneladas e a criação de 161 mil e 997 empregos, sendo 80,3% no sector empresarial público-privado e 19,7% na função pública.

O noticiário económico da semana foi marcado também pela apresentação da proposta do OGE 2020, pelo Executivo, aos parceiros sociais, documento que está a ser elaborado para que não tenha défice, de modo a evitar o endividamento excessivo.

No sector dos petróleos, foi notícia a retenção do navio da Petrolífera angolana Sonangol no porto da Malásia, supostamente por ter atracado sem autoridades das autoridades locais.

Não menos importante, é o estudo sobre a Diversificação das Exportações de Angola que aponta produtos de origem agrícola, cimento, vidro e frasco de vidro como sendo bens que vão reforçar, em breve, a cesta de exportações de Angola, actualmente liderado pelo sector petrolífero, com 95%.

Outro assunto que mereceu destaque é a participação do Banco Nacional de Angola (BNA) na 6ª Edição da “FT Africa Summit”, iniciativa anual do jornal “Financial Times”.

O governador do BNA, José de Lima Massano, representou o país, neste evento em que participam  decisores de alto nível e peritos dos sectores da inovação, tecnologia, saúde, agro-negócios, petróleos, banca e finanças, para debater os desafios de África e juntos identificar soluções sustentáveis.

Outrossim, o  anúncio  pelas autoridades angolanas  sobre  a  conclusão  da fase  do programa de emergência de compra voluntária de cabeças de gado bovino em estado debilitado, nas províncias do Cunene, Namibe e da Huíla mereceu igualmente.

Lançado pelo Governo em Agosto último, o programa será operacionalizado tão logo estejam disponíveis as verbas para a compra dos animais, processo que se prevê materializar nas próximas semanas.

O II Fórum  Empresarial  de Investimentos e Negócios  da Huíla “Invest  Huíla”   também  marcou a semana  economia da Angop.

Neste  evento  foi anunciado aos empresários  nacionais  de que  podem  já  aceder às linhas  de  Apoio  ao Crédito pelo  menos 437 mil  milhões  de kwanzas, disponíveis  em  oito  bancos  comerciais.