Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Austrália pretende reforçar investimento em Angola


28 Janeiro de 2020 | 09h01 - Actualizado em 28 Janeiro de 2020 | 17h14

Embaixadora angolana na África do Sul (esq.) e a homóloga da Austrália em Angola Foto: Cedida

Luanda - A Austrália vai incrementar, nos próximos tempos, os seus investimentos no sector mineiro angolano, declarou segunda-feira em Pretória, África do Sul, a sua embaixadora não residente em Angola, Gita Kamath.


A diplomata australiana, que falava durante um encontro de cortesia com a sua homologa angolana acreditada na África do Sul, Filomena Delgado, disse ser sua pretensão recolher informações das áreas prioritárias que necessitam de investimentos em Angola.

Mostrou-se particularmente interessada em visitar as minas de Catoca, na província da Lunda Sul, e a indústria petrolífera, em Cabinda.  

Em Angola, a Austrália tem presença visível através da empresa Lucapa Diamond Company, que opera na exploração de diamantes na província da Lunda Norte.

Nessa província, na mina de Lulo, a Lucapa Diamond Company encontrou o 27.º maior diamante do mundo, originalmente com 404,2 quilates e sete centímetros de comprimento, que foi vendido por 16 milhões de dólares.

Lulo é uma das mais importantes minas de diamantes do mundo, constituída por uma sociedade entre a estatal Endiama (32%), a Rosa e Pétalas (28%) - ambas angolanas - e a Lucapa Diamond (40%), empresa australiana que é a operadora da mina.