Quarta, 27 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Laúca atinge produção de dois mil e 70 megawatts em Outubro


05 Março de 2020 | 19h24 - Actualizado em 06 Março de 2020 | 11h13

Barragem de Laúca

Foto: Agostinho Kilemba



Laúca/Malanje- O Aproveitamento Hidro-eléctrico de Laúca vai atingir, até Outubro deste ano, a sua capacidade máxima de dois mil e 70 megawatts de produção, com a entrada em funcionamento da sexta unidade de produção (334 MW) e da central ecológica (66.5 MW).


Actualmente, estão em funcionamento cinco turbinas com 334 megawatts cada, perfazendo um total de mil e 670 megawatts, consumidas pelas províncias de Malanje, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Zaire, Uíge, Bengo, Luanda, Benguela, Huambo, Bié, prevendo-se para breve as interligações das províncias da Huila e Namibe.

A informação foi avançada hoje (quinta-feira) à Angop, pelo director-geral do Aproveitamento Hidro-eléctrico de Laúca, Elias Estêvão, à margem do 10º Conselho Consultivo do Ministério Da Energia e Águas, que decorre no referido empreendimento hidroeléctrico, actualmente o maior do país.

Segundo a fonte, nesta altura estão a finalizar os trabalhos de obra civil da sexta turbina, ao que seguirá os testes para o seu arranque.

 Elias Estêvão precisou que o projecto, a ser concluído em Dezembro deste ano, vai aumentar a disponibilidade de potência e consequentemente elevar o número de consumidores ao nível do país.

Laúca é um investimento do Estado angolano avaliado em 4,5 mil milhões de dólares norte-americanos, cujos trabalhos tiveram início em Abril de 2012, com a assinatura do acto de consignação da obra.

O projecto, que na fase de pico tinha nove mil trabalhadores, conta actualmente com dois mil e 300 colaboradores.