Quarta, 02 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Angola Cables aumenta capacidade


06 Maio de 2020 | 16h04 - Actualizado em 07 Maio de 2020 | 12h47

Angola Cables Foto: Cortesia/ Emerson

Luanda - A empresa multinacional de telecomunicações Angola Cables aumentou a capacidade da sua porta de 10GE (Gigabit Ethernet) para 100G, no âmbito da sua parceria com a London Internet Exchange (LINX).


Uma nota chegada hoje (quarta-feira) à Angop refere que, desta forma, operadores e redes internacionais de África e da América Latina têm a possibilidade de se ligar à LINX para suportar o crescimento do tráfego IP intercontinental: América Latina – Africa – Europa.       

Sem precisar quando exactamente isso ocorreu, explica que o upgrade da capacidade da porta deverá permitir o crescimento sustentado de tráfego com origem na América do Sul e costa oeste de África, em busca de conteúdos na Europa.

Entre os benefícios para as redes, destaca-se a redução de latência, eficiência de custos e localização ou aproximação do conteúdo ao consumidor final .   

A propósito, o director técnico da Angola Cables, Fernando Azevedo, afirmou que o aumento da capacidade na conexão entre a Angola Cables e a LINX permite maior volume de tráfego IP, através das facilidades de peering (troca de tráfego) com diversas redes em Londres. “Os utilizadores terão vantagens acrescidas no desempenho e na qualidade de troca de dados".

A Angola Cables é uma multinacional do sector das TIC's, com soluções diferenciadas de conectividade para o segmento wholesale e corporate.

Fundada em 1994, a London Internet Exchange é um dos maiores pontos de troca de tráfego do mundo, conectando 900 membros/ASNs de 80 países.