Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Estudantes de Economia com acesso ao mercado financeiro mundial


08 Outubro de 2020 | 13h55 - Actualizado em 09 Outubro de 2020 | 11h02

Maria do Rosário Sambo, ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação Foto: arquivo

Luanda - Os estudantes da Faculdade de Economia da Universidade Agostinho Neto (UAN) dispõem, a partir desta quinta-feira, de informação privilegiada sobre o mercado financeiro mundial, através de um Laboratório de Finanças com terminais da Bloomberg, montados nesta instituição de ensino superior.


O Laboratório, inaugurado pela ministra do ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, faz parte de um Acordo entre o Governo angolano e a multinacional Bloomberg, uma empresa de tecnologia e dados para o mercado financeiro e agência de notícias operacional em todo o mundo, com sede em Nova Iorque.

O Laboratório de Finanças da Faculdade de Economia da UAN vai funcionar como um projecto de extensão dos cursos de Economia, Contabilidade, Gestão e Administração, voltados para a educação financeira, actividades e estudos, destacando a importância do conhecimento financeiro prático.

O projecto, que conta com a colaboração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), visa, igualmente, contribuir para a educação financeira da sociedade.

O equipamento instalado faz parte do contrato com a multinacional Bloomberg, ou seja, dentro deste acordo, ficou decidido que AIPEX disponibilizasse os terminais instalados na Faculdade de Economia da UAN.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da AIPEX, António Henriques da Silva, cada um desses terminais com os respectivos softwares está avaliado em cerca de 73 mil dólares americanos.

Notou que tal facto traduz a importância e o investimento que se está a fazer com reflexo na formação académica das pessoas e na capacitação para os desafios do desenvolvimento do país.

“Mas do que esses valores, é termos em conta as vantagens do acesso à informação caracterizada pela fonte, a Blomberg, enquanto referência mundial para o sector financeiro”, observou António Henriques da Silva.

Informou que os terminais Bloomberg possuem cobertura inigualável de mercados e de instrumentos financeiros, permitindo aos usuários terem acesso à informação sobre diversas classes de activos, incluindo renda fixa, acções, taxas de câmbio, commodities sobre empresas, governos, comércio internacional e outras informações financeiras e económicas de referência mundial.

A ministra do ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, indicou, na ocasião, que vai cobrar resultados do projecto à Universidade Agostinho Neto (UAN), que poderá ser um incentivo para replicar o modelo em outras universidades.

Notou que os estudantes dos cursos das ciências económicas e empresariais da Faculdade de Economia têm, agora, uma oportunidade de dominar o funcionamento dos mercados financeiros de referência mundial.

Em Angola, terminais do género já são usados pelos ministérios das Finanças e pelo Banco Nacional de Angola (BNA), permitindo aos mesmos fazerem projecções sobre finanças e economia.