Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

ENDE precisa baixar nível de perdas técnicas e comerciais


23 Outubro de 2020 | 20h03 - Actualizado em 23 Outubro de 2020 | 20h03

Luanda - A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) precisa de 10 subestações eléctricas para o sistema de controlo e fiscalização de fraude baixar o nível de perdas técnicas e comerciais no país, actualmente registada em 17%, declarou hoje o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano João.


Mário Caetano João, que visitou o Guiché Único de Electricidade, a fim de conhecer melhor o funcionamento da instituição, desafiou a empresa a instalar as subestações para reduzir as perdas.

Intervindo no decurso da sua visita, o responsável referiu-se à importância da energia eléctrica para o desenvolvimento do sector produtivo e destacou a área da transformação de alimentos que precisa de trabalhar com equipamentos electrónicos.

 Já o secretário de Estado para a Energia, Abel Sá da Costa, salientou os avanços tecnológicos registados nos últimos 25 anos e o aumento do número de subestações em Luanda, que passou de quatro para 65.

 Por seu turno, o director de Alta e Média Tensão, Rui Paixão, adiantou que actualmente são necessários 90 dias para completar o processo para uma nova ligação, mas a instituição “tudo está a fazer para reduzir a 45”.

 Em companhia do secretário de Estado para a Energia, Abel Sá da Costa, e do director Nacional da Energia, Osvaldo Gonçalves, Mário Caetano João, conheceu o balcão de atendimento do Guiché, onde são recebidos os pedidos e preparados os processos para novas ligações domiciliares e de Postos de Transformação (PT).

 A comitiva visitou também o call center da ENDE, onde são atendidos uma média de 120 clientes por dia, bem como a área de despacho.

 No que toca ao regime de pagamento pré-pago, as maiores vantagens destacadas foram a redução de ligações ilegais e, por conseguinte, a redução de avarias registadas por excesso de carga.

 A ENDE tem neste momento cerca de milhão e 670 mil clientes registados na sua base de dados.