Domingo, 29 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

BDA desembolsa KZ 13 mil milhões para alívio económico


29 Outubro de 2020 | 18h05 - Actualizado em 29 Outubro de 2020 | 18h05

Luanda - Treze mil milhões de Kwanzas é o montante já desembolsado pelo Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) nos quatro meses de operacionalização das linhas de financiamento à produção nacional.


Os empréstimos feitos no âmbito do Programa de Alívio Económico, cujo processo teve início a 6 de Julho,  num total de 215 projectos de crédito já aprovados.

Os 13 mil milhões referidos, de acordo com uma nota a que a Angop teve acesso,  corresponde ao valor empregue no financiamento de 111 projectos, sendo que estão em fase de formalização os restantes 90 projectos, que serão financiados após o processo de contratualização.

O BDA diz ter  recepcionado , até ao momento, 249 processos de candidaturas, tendo sido aprovados 215 projectos, com uma taxa de aprovação de 86%.

Dos projectos aprovados, 10 são para a importação de insumos agrícolas, como fertilizantes,  para o reforço da capacidade dos produtores agrícolas.

Os restantes 90% são créditos concedidos à comercialização de produção nacional ligados  à distribuição e comercialização, de forma a fazer chegar à mesa dos consumidores o que no país produz.

São beneficiários dos empréstimos, agricultores das províncias de Luanda, com 39, Huíla, com 22, Bié, com 18, Benguela e Lunda Sul, ambas com  14 projectos cada uma.

"O incentivo à produção nacional passa também pelo exercício de   boas práticas de um ciclo virtuoso do crédito bancário, exigindo-se, por isso, maior rigor nos processos e procedimentos dos solicitantes e na avaliação de cada projecto" , lê se no documento.

A carteira de créditos total aprovada pelo BDA, neste período, é de kz 31  mil milhões, com os quais se dá resposta ao programa de Alívio Económico, cujo objectivo é incentivar à produção nacional, sem se deixar de ter em conta a necessidade de assegurar as boas práticas de um ciclo virtuoso do crédito bancário.

O Banco exige, por isso, maior rigor nos processos e procedimentos dos solicitantes e na avaliação de cada projecto.

No sector agrícola, o BDA já financiou mais de 500 projectos em 14 anos.